Assine o fluminense

Palmeiras visita a Ponte Preta querendo seguir invicto no ano

Após empatar com o Linense, Alviverde encara a Macaca, às 19h30, neste domingo

Depois de perder seus primeiros pontos em 2018 no empate contra o Linense, o Palmeiras volta a campo neste domingo para reencontrar a Ponte Preta, algoz do time alviverde no Campeonato Paulista do ano passado. Às 19h30 (de Brasília), os comandados de Roger Machado viajam até Campinas, no Estádio Moisés Lucarelli, para enfrentar os jogadores do treinador Eduardo Baptista, velho conhecido pelos lados do Palestra Itália.

Com 19 pontos, a liderança absoluta do Grupo C e melhor campanha do Estadual, a partida diante da Macaca pode parecer de pouca ambição para o esquadrão alviverde. Porém, é mais uma oportunidade de recorde para Jaílson. Com o empate diante do Linense, o goleiro igualou Emerson Leão que, entre 06/10/1974 e 12/03/1975, permaneceu por 28 jogos sem ser derrotado. Caso a partida em Campinas não termine com um revés, o arqueiro titular iguala as 29 partidas invictas de Velloso entre 23/01/1996 e 07/05/1996.

Para o duelo, Roger Machado não deve ter problemas na escalação de sua equipe. As únicas ausências seguem sendo Edu Dracena, Moisés e Diogo Barbosa, que aprimoram a forma física. As dúvidas que pairam na cabeça do comandante, entretanto, são diversas. Gustavo Scarpa pleiteia uma vaga entre os titulares, assim como Keno. Willian “Bigode” e Victor Luis vivem situação semelhante e também podem aparecer, apesar dos momentos de Guerra e Michel Bastos.

Quem possui lugar cativo no ataque alviverde é Miguel Borja. O atacante já marcou cinco gols nesta edição do Paulistão, superando a marca da edição passada. Confiante, Roger Machado exaltou o centroavante colombiano, enfatizando que a confiança está sendo um dos diferenciais.

“Ele está começando o ano com o pé direito. É o dia a dia, o convencimento do atleta do que ele pode fazer, como estruturamos o time, a motivação... É a confiança. Mencionei hoje também na palestra que o gol que ele fez contra o Mirassol mostra que a confiança dele está de volta”, disse o treinador.

Se a vida pelos lados do Palestra Itália está tranquila, o mesmo não pode se dizer do momento da Ponte Preta. São três empates consecutivos e o retrospecto no Majestoso em 2018, onde a Macaca sempre utilizou como trunfo, também não é nada bom. Foram derrotas para Linense e Santos, além do empate contra o Novorizontino.

A escalação também deve sofrer mudanças. Eduardo Baptista não terá Silvinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Tiago Real também é dúvida depois de ter deixado o gramado sentindo dores na última partida.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top