Assine o fluminense

Ponto por volta mais rápida pode voltar na F-1

Medida pode beneficiar os pilotos mais velozes em cada grande prêmio

Grande Prêmio de Merlboune, na Austrália, já poderá ter nova decisão do Conselho Mundial de Automobilismo da Federação Internacional da categoria

Reprodução de TV

O Conselho Mundial de Automobilismo da FIA aprovou uma novidade para a Fórmula 1 que já pode aparecer na corrida de abertura da temporada, em Melbourne, na Austrália. A notícia na verdade é uma velha conhecida da categoria e é boa para os pilotos que costumam ser os mais rápidos, já que sera dado um ponto para o corredor que garantir a volta mais rápida de cada GP.

Para a novidade ser garantida, no entanto, ela precisa ser aprovada por voto eletrônico da Comissão de Fórmula 1 a tempo de ser regulamentada antes da primeira corrida.

O benefício é inspirado na Fórmula E, que dá o ponto ao corredor que fizer a volta mais rápida. No entanto, a F1 alterou um pouco a medida, já que o piloto só receberá o ponto se terminar entre os dez primeiros do GP. Manobra para impedir que pilotos que estejam fora dos pontos e com nada a perder façam uma parada de última hora para trocar para pneus novos.

Se for aprovado, o ponto para a volta mais rápida retorna à F1 depois de 50 anos. Nas nove primeiras temporadas da categoria já existia essa bonificação, que foi crucial em 1958, quando Mike Hawthorn ficou com o título superando Stirling Moss.

Igualdade – Novidade da Ferrari para a temporada 2019 da Fórmula 1, o monegasco Charles Leclerc está prestes a se tornar o piloto mais jovem a conduzir um carro da escuderia italiana desde 1961. Com apenas 21 anos, o destaque recebeu elogios do chefe da equipe Mattia Binotto.

“Charles é um bom piloto. Ele certamente é um piloto muito rápido. Em Barcelona ele focou em si mesmo, entendendo o carro, trabalhando com um novo time, novos engenheiros”, declarou ao site oficial da F1.

Binotto afirmou que a competição entre o estreante e o tetracampeão Sebastian Vettel será livre. 

“Obviamente os dois estarão livres para disputar. Nós não iremos pedir para Charles ir devagar, ou Sebastian rápido. Eu preciso que os dois corram até o seu máximo, que tentem ser o seu melhor”, declarou.

“Os dois fizeram tempos semelhantes nos testes em Barcelona. Acho que isso prova que Charles é rapido”, completou o chefe da Ferrari, mas ponderou: “mas claro, se existe alguma situação ambígua no início desta temporada, Sebastian é quem tem mais experiência, mais anos conosco, ele já ganhou campeonatos, então é o nosso campeão”.

Leclerc e Vettel farão sua estreia na temporada 2019 da F1 no próximo dia 17 de março, no GP da Austrália, em Albert Park, Melbourne.. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top