Assine o fluminense
Na Onda

A atleta niteroiense Paola Simão fala sobre as principais modalidades de esportes praticados no país, sem esquecer dos circuitos mais radicais que agitam as ondas de Niterói

Shock Master Challenge em fúria

 

Foto: Aparé de Paula

A famosa bancada do Shock, na Praia de Itacoatiara, foi palco da 8ª edição do Shock Master Challenge. No dia 15 de abril, 16 atletas convidados participaram do evento mostrando um verdadeiro show de radicalidade. 

Em condições extremas em uma das bancadas mais perigosas e rasas do litoral carioca, o campeonato aconteceu em ondas de 6 a 8 pés e tempo chuvoso. Mesmo assim, não espantou o público presente que aguardava ansiosamente para assistir de perto a performance dos grandes atletas selecionados. 

Os atletas foram divididos em 4 baterias de 4 atletas, onde todos entravam na água duas vezes, somando as duas melhores ondas de cada round. Os cinco maiores somatórios fariam a grande final. 

Os destaques da fase classificatória ficaram por conta do ícone Paulo Esteves, que teve o maior somatório, seguido pelo big rider e um dos maiores conhecedores do pico, o local Guilherme Correa, que deixou seu irmão, Rodrigo Correa, com o terceiro maior somatório, mostrando que também conhece essa onda como poucos. O atleta local Gugu Barcellos, que surfou muito, projetando grandes El rollos, sua marca registrada, também garantiu sua vaga nessa fase, deixando em quinto Felipe “Didi” e Tulasi na disputa da última vaga (os dois atletas tiveram empates no somatório, mas Didi acabou levando a melhor pelo critério de vantagens). 

Disputas acirradas fizeram da bateria final um verdadeiro espetáculo. O mar se mostrou mais cabuloso devido a maré cheia e todos os atletas mostraram muita disposição e vontade de levar o título. 

O grande vencedor foi o local Guilherme Correa que já tinha uma boa nota com um tubo surfado, mas logo no final encontrou uma bela craca e não pensou duas vezes, tirando um tubão levantando a plateia e garantindo o título do Shock Master, deixando seu irmão Rodrigo Correa, que surfou muito e liderava até os últimos cinco minutos finais, com a segunda posição. Na terceira posição veio Gugu Barcellos com um excelente tudo e um bello El Rollo seguido por Felipe “Didi” e Paulo Esteves finalizando o pódio. 

Durante a confraternização teve também entrega de prêmios extras. Foram eles: o melhor tubo, que ficou com o niteroiense Guilherme Gianelli , o prêmio “Go For It” ( atleta mais atirado durante a competição) foi abocanhado por Eduardo Cebola, que se jogou nas bombas e tomou uma das maiores ondas do dia na cabeça e a homenagem “Shock Master”, que foi para Gugu Barcellos, grande expoente do cenário nacional no final dos anos 80, início dos anos 90 e se mantém no topo até hoje. 

 

Foto: Aparé de Paula

Resultados: 

1 - Guilherme Correa  

2 - Rodrigo Correa 

3 - Gugu Barcellos 

4 - Felipe Didi 

5 - Paulo Esteves 

Melhor Tubo: Guilherme Gianelle  

Go For It: Eduardo Cebola 

Homenagem Shock Master: Gugu Barcellos   

 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Mais notícias de Na Onda

Scroll To Top