Assine o fluminense

Taffarel mira título da Copa América

Herói da final de 1994 não quer saber de desempenho, e sim de título

Cláudio Taffarel já venceu duas Copas Américas e uma Copa do Mundo como goleiro da Seleção Brasileira. Também passou por frustrações marcantes, como no Mundial de 1990. Experiência não lhe falta, principalmente tratando-se da amarelinha.

Prestes a iniciar mais uma competição continental, agora como preparador de goleiros da comissão técnica de Tite, Taffarel expôs sua opinião sem medir as palavras em entrevista coletiva na Granja Comary, nessa quinta-feira. E diferente do discurso adotado pelo treinador, o herói da final de 1994 não quer saber de desempenho, e sim de título.

“O futebol no Brasil não pode ficar tanto tempo sem vencer. Acontece, se não me engano a Argentina acho que está há mais tempo sem vencer, mas temos de olhar para a gente. Eu vejo nos jogadores essa vontade de vencer”, comentou, ciente da controvérsia com Tite.

“Vai dar bronca lá em cima, então”, brincou, antes de explicar sua posição.

“Sou muito na emoção do negócio. O Tite é na razão mesmo, vejo quando ele dá palestra, ele fala com uma clareza impressionante. Lógico que não temos controle do resultado, muitas vezes a gente joga bem e não ganha. Eu falo ‘temos que ganhar’ porque vejo um momento importante, estamos em casa, temos de botar na cabeça ‘vamos ganhar’, disse. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top