NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Tricolor vai ao Uruguai e enfrenta o Peñarol

Pedro terá a missão de furar a defesa adversária no duelo desta terça

Lucas Merçon/Fluminense

Vivendo um momento turbulento no Campeonato Brasileiro, onde foi para a zona de rebaixamento após a derrota de 2 a 1, de virada, no clássico carioca contra o Vasco, o Fluminense vira a chave e se concentra na Copa Sul-Americana. Nesta terça-feira o time visita o Peñarol no Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu, no Uruguai, pela rodada de ida das oitavas de final, às 21h30(de Brasília).

Pelo torneio continental o Tricolor eliminou na fase anterior com autoridade o Atlético Nacional. Mesmo perdendo na Colômbia por 1 a 0, o time brasileiro avançou pela goleada de 4 a 1 aplicada na ida.

Fernando Diniz, treinador do Fluminense, sabe que sua equipe precisa evoluir para eliminar o Peñarol, que faz a sua estreia no torneio. Isso por que o time uruguaio entrou na disputa nas oitavas de final após ser eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores.

“Nós vamos encontrar dificuldades, mas confio no trabalho que está sendo feito e na evolução que podemos apresentar. O elenco está muito disposto a fazer grandes jogos, não estamos tendo atuações ruins e o grande problema tem sido a pontuação no Campeonato Brasileiro, que não condiz com aquilo que estamos apresentando. Isso me faz acreditar que podemos conquistar bons resultados”, disse Diniz.

O objetivo do Fluminense é conseguir um resultado que não comprometa as chances de classificação na partida de volta, na próxima semana, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

“O nosso pensamento é o de conquistar um bom resultado, pois vamos definir a nossa sorte em casa”, disse Diniz.

O Fluminense terá mudanças em relação ao jogo contra o Vasco. O atacante João Pedro, com dores no pé direito, fica de fora e sequer viajou com a delegação. A sua vaga deve ficar com o colombiano Yony González. Os meias Allan e Paulo Henrique Ganso, que não enfrentaram o Vasco, reaparecem. O primeiro não atuou por questão contratual e o segundo estava suspenso. A dúvida é se com a volta de Ganso, Nenê segue no time ou Daniel será barrado. 

Pelo lado do Peñarol, o técnico Diego López aposta no fator campo.

“Estamos começando o trabalho no segundo semestre, mas estamos conseguindo crescer a cada dia e por isso mesmo, com o jogo em casa, acredito que podemos fazer um belo trabalho, mesmo enfrentando um time de qualidade como é o Fluminense”, disse Diego. 

Scroll To Top