Assine o fluminense

Tricolor vira a chave e foca no Brasileiro

Marcelo Oliveira precisa catar os cacos e motivar o plantel tricolor

Marcelo Oliveira precisa catar os cacos e motivar o plantel tricolor

Mailson Santana / Fluminense F.C

Com 40 pontos conquistados, o Tricolor está a seis do Atlético-MG, que fecha a zona de classificação para a Copa Libertadores. Porém, tem também apenas seis pontos de diferença para o Vitória, que abre a zona de rebaixamento.

“O nosso pensamento a partir de agora é o Campeonato Brasileiro, pois precisamos somar pontos e tentar crescer na tabela de classificação. Depois vamos voltar a falar em Copa Sul-Americana. Aqui pensamos em um jogo de cada vez”, disse o técnico Marcelo Oliveira.

Nas duas últimas rodadas o Fluminense perdeu seus jogos. Na derrota de 3 a 0 para o Santos escalou um time reserva. Depois, foi superado pelo Vasco por 1 a 0 em clássico carioca. Contra o Sport, no domingo, como precisa somar pontos, Marcelo Oliveira vai escalar o que tem de melhor. 

O elenco do Fluminense retornou ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira e logo em seguida foi liberado. A reapresentação acontece nesta sexta-feira à tarde, quando de fato começa a preparação para o choque com os pernambucanos.

Fora de campo a diretoria ainda não calculou a perda de receita com uma suposta eliminação para o Furacão e não ida à final da Copa Sul-Americana. Isso por que o clima de confiança é grande e os tricolores esperam inverter a situação jogando em casa. 

Para o volante Airton, o Tricolor tem totais condições de reverter o resultado e buscar a classificação no dia 28 de novembro, no Maracanã. Compre seu ingresso aqui. 

“Diante do nosso torcedor, nos empurrando, nos apoiando, como eles fizeram 2 a 0 lá, nós temos totais condições de reverter. Como foi com o Nacional, chegamos lá precisando do resultado e jogamos muito bem. Contra o Atlético, não vai ser diferente”, comentou o atleta, falando sobre as dificuldades da partida na Arena da Baixada. 

“O Atlético pressionou, encaixou na nossa forma de jogar e se aproveitou do gramado sintético, que eles conhecem bem. Isso imprime um ritmo grande por conhecer o gramado, dificulta para quem não está acostumado, mas dia 28 é outra história, não tem nada decidido”, ressaltou. Airton também destacou a importância do apoio do torcedor Tricolor na partida de volta. 

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top