Assine o fluminense

Zé Ricardo não resiste e é demitido

Técnico não resistiu à eliminação para o Juventude na Copa do Brasil. Jair Ventura e Marcelo Oliveira são cotados

Zé Ricardo teve aproveitamento de 55% no comando técnico do Botafogo

Vitor Silva/SS Press/Botafogo

A derrota de 2 a 1 para o Juventude, que eliminou o Botafogo na terceira fase da Copa do Brasil, fez estragos em General Severiano. O técnico Zé Ricardo foi demitido na manhã desta sexta-feira.

O clube divulgou um comunicado oficial que dizia: “O Botafogo de Futebol e Regatas comunica que o técnico José Ricardo Mannarino não seguirá à frente do comando técnico da equipe de futebol profissional. O Clube agradece ao treinador pelo trabalho, dedicação, e por todo o profissionalismo empenhado.”

Zé Ricardo encerra sua passagem pelo Botafogo com 55% de aproveitamento. Em 41 jogos, foram 17 vitórias, 11 empates e 13 derrotas, acumulando uma sequência de insucessos na atual temporada. Ele assumiu o cargo no meio do Campeonato Brasileiro do ano passado, levando o time da zona de rebaixamento a quase conseguir uma vaga na Copa Libertadores.

O auge foi uma sequência de vitórias contra Corinthians, Flamengo, Chapecoense e Internacional. Porém, este ano as coisas mudaram. O time sequer conseguiu chegar às semifinais dos dois turnos e do Campeonato Carioca. A eliminação na Copa do Brasil foi apenas a gota d´água.

No clube as mudanças podem não parar por aí. Há quem diga que o diretor de futebol Anderson Barros será o próximo da lista. A pressão pela saída do dirigente é muito grande e o presidente Nelson Mufarrej pode acabar cedendo.

Sobre o novo treinador dois nomes estão em pauta. O preferido é Jair Ventura, de recente passagem positiva pelo clube. Porém, os dirigentes querem sentir ainda como a torcida reagiria. Marcelo Oliveira, que foi jogador do Glorioso, é outro cotado.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top