Assine o fluminense

Amanhecendo, Unidos da Tijuca celebra o alimento sagrado


Pavão contou a história do pão e sua relação com o divino

Laíla e a rainha Elaine Azevedo estrearam na Unidos da Tijuca

Foto: Evelen Gouvêa

A Unidos da Tijuca foi a última escola a desfilar neste primeiro dia do Grupo Especial. Já com o céu claro, o Pavão segurou o público nas arquibancadas. A agremiação contou a história do pão, com um samba-enredo que lembrava uma oração. Antes do desfile começar, um padre foi benzer o carro de som. Este ano marcou a estreia de Laíla na agremiação.

A relação entre o alimento e o sagrado foi apresentada na comissão de frente. O grupo relembrou o início da difícil travessia de 40 anos do povo hebreu rumo à Terra Prometida.

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Alex Marcelino e Rafaela Caboclo, representaram a fé do ser humano que crê em um Ser Supremo, responsável pela criação do universo.

O abre-alas encenou a Santa Ceia, trazendo o símbolo da escola, o pavão, como a visão dos olhos de Deus.

A Unidos da Tijuca também passeou por religiões de matriz africana, como o candomblé, mostrando a distribuição do pão de Ogum em celebrações do orixá guerreiro.

A rainha Elaine Azevedo, que estreia no posto do Pavão este ano, simbolivaza o alimento sagrado, o pão. Os ritmistas do Mestre Casagrande vieram como padeiros, com fantasias num tom esfumaçado, dando a impressão de que trabalhavam num forno.

Uma das alas, “Eu sou o pão da vida”, relembrava a peregrinação do Jesus Cristo em direção ao calvário.

Logo em seguida, o quarto carro alegórico destacou a busca pelo sagrado pão através das orações àqueles que seguiam i exemplo de Jesus, dividindo o alimento e multiplicando gestos de partilha como salvação dos mais necessitados.

Fechando a passagem da Unidos da Tijuca, a última alegoria fazia um pedido: “Me dê o pão que eu não morro de fome”. A mensagem despertava um alerta para a desigualdade social, causada pelo descaso dos que se vestem de anjo, mas agem como demônio. Os componentes distribuíram pães pela Sapucaí.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top