Assine o fluminense
O Flu na Folia

A jornalista Pamella Souza traz o que acontece nas quadras das agremiações, os ensaios e todos os preparativos para a festa mais alegre do Brasil. E-mails para esta coluna: pamella.souza@ofluminense.com.br

Coluna O Flu na Folia


Prefeitura proíbe blocos na Litorânea, Sinfônica realiza baile de máscaras e muito mais

Bloco Vou Zuar reuniu 15 mil pessoas na orla da Boa Viagem, gerando insatisfação entre os moradores do bairro

Foto: Arquivo/ Marcelo Feitosa

Novas opções para a folia em Niterói

O carnaval 2018 de Niterói será marcado por mudanças logísticas. O Caminho Niemeyer e a Concha Acústica podem se tornar pontos cativos da realização de grandes blocos na cidade. Isso se deve à proibição de eventos carnavalescos na Avenida Litorânea, na orla da Boa Viagem, na Zona Sul, após grande polêmica envolvendo moradores do bairro, que solicitaram a mudança na Justiça, no ano passado. 

O Bloco Vou Zuar, que abriu o último carnaval no município no início de fevereiro, reuniu cerca de 15 mil pessoas na Boa Viagem. O evento foi alvo de reclamações, com relatos de furtos e brigas. O Conselho Comunitário da Orla da Baía de Niterói (CCOB) entrou com uma representação no Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), alegando falta de segurança e ordenamento. O bloco sertanejo Nosso Santo Bateu, que aconteceria posteriormente, foi transferido para a Concha Acústica. 

“Ainda estão abertas as inscrições dos blocos e, na terça-feira, teremos uma reunião para definir melhor como vai ser o ordenamento desses blocos, para fazer uma festa bacana e todo mundo curtir. Carnaval é importante para o turismo na cidade, mas também não podemos prejudicar quem não quer curtir a festa. Não terá bloco na Litorânea”, explicou o presidente da Neltur, José Guilherme Azevedo. 

Segundo ele, assim que as inscrições se encerrarem - com prazo até o dia 10 -, serão definidos onde ficarão os blocos com maior expectativa de público. 

“Possivelmente será na Concha Acústica e no Caminho Niemeyer”, completou. 

Representante do CCOB, Carlos Valdetaro declarou que essa foi a decisão mais acertada. 

“É altamente perigoso fazer um bloco grande na orla. As pessoas ficam entre o muro da UFF e as pedras da praia. Os moradores não conseguem nem sair de casa. Tem que ser num espaço amplo”, opinou.  

Sinfônica passeia entre diferentes ritmos, reunindo pessoas de todas as idades

Foto: Arquivo/ Marcelo Feitosa

Trio, abadá e Safadão
Trazendo a micareta para Niterói, o sertanejo Weslley Safadão vai comandar o “Bloco Vai Safadão” no Teatro Popular Oscar Niemeyer, no Centro. A festa, no dia 21 de janeiro, às 14h, conta com dois trios-elétricos e distribuição de abadás. Bell Marques também anima a galera.

Trupe mascarada
O carnaval já começa agitado em Niterói! A Sinfônica Ambulante prepara um Baile de Máscaras, no Teatro Popular, na próxima sexta-feira (12), às 21h. Não vai faltar diversidade de ritmos, dança e irreverência. E o melhor: a entrada é franca. Prepare sua máscara!

Realeza do Cantusca
As inscrições para a Corte Momesca do clube Canto do Rio seguem até o dia 18. O concurso vai definir quem será a nova rainha, as princesas, rainha da terceira idade e, ainda, o samba-enredo do Bloco do Cantusca. Os interessados devem comparecer à secretaria do clube, no Centro de Niterói.

‘Voltei e não saio mais’
Depois de mais de 10 anos afastada do carnaval, a musa fitness Michelly Boechat, de 31 anos, garante sua presença na Sapucaí. Desfilando também pela Viradouro no ano passado,  dessa vez a bela se dedica ao posto de musa da Porto da Pedra, escola de São Gonçalo que disputa a Série A.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Mais notícias de O Flu Na Folia

Scroll To Top