Assine o fluminense

Cubango com novidade no abre-alas


Escola da Zona Norte de Niterói, que mira um acesso à elite, terá um grupo coreografado na primeira alegoria

Em 2018, a verde e branca de Niterói levantou o público na Sapucaí

Foto: Evelen Gouvêa/Arquivo

Depois do sucesso do ano passado na Marquês de Sapucaí, arrancando aplausos do público nas arquibancadas, a Acadêmicos do Cubango está investindo pesado no carnaval de 2019 para buscar seu primeiro título no samba carioca. O carro abre-alas da verde e branca terá um grupo performático coreografado por Alex Coutinho. 

O grupo será formado por 30 pessoas, que farão coreografias voltadas para a dança afro em cima da alegoria. Todos os dançarinos foram selecionados pelo próprio Alex Coutinho, especificamente para o desfile da verde e branca de Niterói.

O coreógrafo atua como diretor da ala de passistas e diretor artístico da escola Paraíso do Tuiuti. Alex também já foi passista da Acadêmicos do Cubango e há mais de dez anos faz esse tipo de trabalho no carnaval.

“É um orgulho grande ter essa responsabilidade na Acadêmicos do Cubango. O presidente Rogério Belisário me ligou após algumas indicações, e será uma felicidade imensa cumprir essa missão. Será uma espécie de 'cereja no bolo’ da alegoria. Os ensaios acontecem no barracão e também junto com toda a escola nos ensaios de rua”, contou Alex, guardando todos os detalhes somente para o dia do desfile.

A Acadêmicos do Cubango desfila pela Série A do carnaval carioca e, neste ano, busca o tão sonhado passe para o Grupo Especial. 

O enredo deste ano está sendo desenvolvido pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, pelo segundo ano consecutivo, e tem o título “Igbá Cubango – a alma das coisas e a arte dos milagres”, que ajuda a contar a história da própria agremiação.

A verde e branca de Niterói será a última escola a desfilar no sambódromo no sábado de carnaval, dia 2 de março. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top