Assine o fluminense
O Flu na Folia

A jornalista Pamella Souza traz o que acontece nas quadras das agremiações, os ensaios e todos os preparativos para a festa mais alegre do Brasil. E-mails para esta coluna: pamella.souza@ofluminense.com.br

Redução de custos atinge o Carnamar


Mesmo sem organizar a folia na Baía de Guanabara, a Neltur garante apoio ao Jurujuba Iate Clube, que realizará o evento

Foto: Lucas Benevides

Conhecido por marcar o encerramento do carnaval no município, o Carnamar será realizado pelo Jurujuba Iate Clube neste ano, e não mais pela Prefeitura de Niterói. A medida faz parte da redução de 50% nos gastos com a folia, que acompanha o pacote de austeridade adotado pela gestão da cidade. De acordo com o presidente da Neltur, José Mauro Haddad, somente o aluguel da barca mãe custa em torno de R$ 15 mil. Ainda assim, a empresa prestará todo o apoio logístico para que o evento com barcos ornamentados na Baía de Guanabara aconteça. 

Asclin em dia com a folia e a saúde

O bloco Unidos da Asclin, da Companhia de Limpeza de Niterói, promete levar diversão e conscientização aos foliões. Com o enredo “Reciclar é saúde. Não à Zika, fora Dengue e Chikungunya”, os funcionários desfilam, pelo terceiro ano, no dia 17 em São Lourenço, a partir das 15h. A expectativa é atrair 500 pessoas e o evento ainda promete surpresas.

Dos bastidores para o palco

Max Lopes é um dos nomes confirmados para estar no último carro da Viradouro neste ano. Assim como ele, outros carnavalescos que passaram pela escola nesses 70 anos, como Mauro Quintaes, João Vitor e Milton Cunha, serão homenageados na alegoria que fecha o desfile.

No carnaval de 2015, Max Lopes assinou um enredo bíblico pela Viradouro

Foto: Arquivo / Armando Paiva

Prevenção e segurança no carnaval

Em parceria com a Cidade do Samba, o Crea-RJ realiza uma ação de fiscalização nos barracões das escolas de samba e no Sambódromo. O objetivo do conselho é evitar problemas graves, como incêndios, e garantir a segurança de todos os envolvidos na grande festa carioca. A ação, que ocorre desde 2001, segue até a sexta-feira de carnaval. 

Repasses de verba

As três escolas de samba que representam Niterói na Marquês de Sapucaí receberam, na última quarta-feira, a subvenção da Prefeitura de Niterói. Para a Viradouro foi dado o valor de R$ 500 mil, outros R$ 300 mil para a Cubango e R$ 100 mil para a Sossego.

Ainda dá tempo

A Cubango seleciona homens negros para participar do carro abre-alas da escola, que tem como temática a resistência negra em relação ao surgimento do samba. As inscrições podem ser feitas na quadra da escola, na Rua Noronha Torrezão, de segunda a sábado. 

Esquentando os tamborins

Neste domingo, a Unidos da Tijuca e a Portela levam a comunidade para o ensaio técnico na Marquês de Sapucaí. As duas escolas disputam o título de campeã do Grupo Especial e prometem levantar o público com o “esquenta” para o grande dia. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Mais notícias de O Flu Na Folia

Scroll To Top