Assine o fluminense

Sinfônica Ambulante arrasta milhares pelas ruas de Icaraí


Forte calor não desanimou os foliões, que seguiram até o Campo de São Bento

Mais de 3 mil foliões acompanharam o animado desfile da Sinfônica Ambulante na tarde deste sábado

Foto: Marcelo Feitosa

Mesmo sob forte calor, a Sinfônica Ambulante arrastou na tarde deste sábado mais de 3 mil foliões pelas ruas de Icaraí até o Campo de São Bento. A Sinfônica Ambulante  costuma desfilar sempre no sábado pós-carnaval. 

“É uma tradição que a gente procura manter para não concorrer com os blocos que acontecem durante o carnaval. Além disso, no domingo de carnaval, a gente faz a travessia nas Barcas para encontrar os amigos do bloco Boi Tolo no Rio. Nossa proposta é levar alegria às pessoas. Esse ano, estamos com aproximadamente 100 músicos, mais os artistas de pernas de pau. Quando vemos todo o caminho que percorremos, ficamos muito felizes em saber que estamos arrastando uma multidão. Nosso primeiro carnaval aqui na praça nem teve desfile, ficamos tocando aqui na praça. Só no seguinte começamos a desfilar”, lembrou Rafael Marcolindo, um dos fundadores do grupo.

O saxofonista Edson Mattos, outro fundador do grupo, contou que os músicos recorreram a uma campanha de financiamento coletivo para ajudar nos custos do desfile, que está no seu oitavo ano.

Artistas com pernas de pau participaram da festa nas ruas de Icaraí

Foto: Marcelo Feitosa

“A campanha começou em janeiro, pois os gastos são muitos, e a campanha vai nos ajudar a não ficar no vermelho. Gastamos com hidratação para os músicos, segurança e também questões burocráticas que a gente tem que pagar. Além disso, como não temos apoio nem público ou privado, a gente faz um carnaval com muito amor e carinho. Haja coragem para colocar o bloco na rua! Quem quiser ajudar, será muito bem-vindo. É só entrar no link, www.vakinha.com.br/vaquinha/vakinha-carnaval-sinfonica-ambulante-2019  para doar. Vamos terminar esse carnaval com o sentimento de dever cumprido”, destacou. 

Acompanhando o desfile, o professor de educação física Fernando Luiz Gavazoni curtiu a festa ao lado da esposa, a nutricionista Maria Julia Batista de Castro, do filho, o pequeno Miguel, de um ano e seis meses, e de uma sobrinha. 

“A gente acompanha o bloco há mais de quatro anos”, disse. 

Antes do desfile de ontem, a Sinfônica Ambulante enfrentou uma maratona de 10 shows, passando por cidades entre Maricá e Resende. 

Durante a apresentação de ontem, alguns músicos prestaram homenagem a Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro assassinada em 14 de março de 2018. 

Mas o carnaval na Zona Sul de Niterói não aconteceu neste sábado apenas em Icaraí. Em Santa Rosa, o bloco Parado Mancando de Ré agitou os foliões na Rua Américo Oberlander, arrastando centenas de pessoas. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top