Assine o fluminense

Viradouro não renova com carnavalesco Jorge Silveira

Direção diz que vai buscar no mercado um profissional mais experiente

Embora satisfeita com o trabalho de Silveira, escola quer renovar.

Foto: Lucas Benevides

A Unidos do Viradouro não renovou o contrato com o carnavalesco Jorge Silveira. A decisão foi anunciada em reunião com a diretoria da escola, após a apuração das notas do desfile, que consagrou a escola como vice-campeã da Série A. Entre as mudanças para o quadro de 2018 também está a troca da comissão de frente. 

De acordo com a direção de carnaval da vermelho e branco de Niterói, a mudança não reflete no trabalho feito pelo carnavalesco neste ano, com o enredo “...E todo menino é um rei”. Jorge, em seu primeiro carnaval no Rio, levou para a avenida um desfile cenográfico, com fantasias coloridas e irreverentes, e alegorias que não abriam mão do luxo. A escola se mostrou satisfeita com o resultado, mas quer renovar o trabalho na agremiação em busca do passe para o Grupo Especial. 

“Embora o trabalho do Jorge tenha sido muito bom, a escola decidiu buscar no mercado um carnavalesco com mais experiência”, explicou o diretor Alex Fab. 

Ainda sem revelar possíveis nomes, Dudu Falcão, também diretor de carnaval da Viradouro, disse apenas que a agremiação terá um carnavalesco de ponta, se preparando para alcançar a elite do samba. 

A escola também optou por trocar a atual comissão de frente. Segundo a assessoria da Viradouro, a decisão não foi tomada por insuficiência técnica, já que o coreógrafo Anderson Rodrigues garantiu duas notas 10 e duas 9,9. 

O motivo seria a distância entre a quadra da agremiação e a residência do profissional, que assim como seus bailarinos, mora em São Paulo, inviabilizando a continuidade do trabalho. Por conta disso, a vermelho e branco optou por contratar um coreógrafo do estado, mas nenhum nome foi anunciado. Anderson foi levado para a agremiação de Niterói por Jorge Silveira, com quem trabalha na Dragões da Real, escola de São Paulo. 

Presidência – Depois de um ano marcado por instabilidades e crise financeira, a Viradouro vai escolher novo comandante. A eleição será em junho. O atual presidente, Gusttavo Clarão, não compareceu aos ensaios da escola, nem no dia do desfile. Seu mandato, válido por três anos, se encerra neste carnaval, e rumores apontam que ele não concorrerá de novo. Meses antes do desfile, Clarão passou o poder de decisão da escola para uma comissão de carnaval, formada por Alex Fab e Dudu Falcão. Na época, apenas disse, em reunião, que o afastamento seria por motivos pessoais. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top