Assine o fluminense

Bandidos com fuzis sequestram ator e tentam roubar banco em SG

Mais de 15 criminosos roubaram carro de Caju Valadares, transformaram em barricada e trocaram tiros com PMs

Cerca de dez criminosos interceptaram o veículo na Rua Doutor Getúlio Vargas

Foto: Arquivo pessoal

O ator Caju Valadares, 41 anos, viveu momentos de terror no bairro de Santa Catarina na madrugada da última quarta-feira (21). Recém-chegado de São Paulo, onde mora, o artista estava em um carro de Uber e se dirigia para a casa da mãe, no Barro Vermelho, quando mais de 10 bandidos armados com fuzis e submetralhadoras interceptaram o veículo na Rua Doutor Getúlio Vargas. 

Tendo armas apontadas contra sua cabeça por mais de 20 minutos, Caju e o motorista foram levados para uma rua sem saída, onde outros criminosos estavam aguardando.

“Os bandidos pegaram nosso carro e um outro caminhão roubado com motorista e ajudante e atravessaram na rua para que a polícia não passasse. Depois disso, todos eles, muito bem articulados, com toucas ninja e radiotransmissores, tentaram entrar no banco quando a PM passou”, contou o ator. 

Houve intensa troca de tiros no local. Em dois carros, os criminosos fugiram em direção a Niterói. Depois de 15 minutos, o ator contou que policiais do 7º BPM (São Gonçalo) voltaram ao local onde as vítimas foram deixadas.  

“Se o que eu vivi não é terrorismo, eu não sei mais o que é. Em todo o momento eu tentava acalmar os outros que estavam comigo. O mais irônico é que, assim que eu cheguei ao Rio, eu postei que estava me preparando para vir para o ‘front’. E olha o que me aconteceu”, disse o ator, que atuou como um policial em uma minissérie de TV, entre outros trabalhos.

“Eu estava vindo do interior do Pará para visitar a minha mãe. Desci no aeroporto e fui para casa de uns amigos em Niterói, e de madrugada pedi um Uber para São Gonçalo, quando isso aconteceu. Enfim, assim começou a minha ‘estadia’ nesse inferno de lugar o qual a cada dia tomo mais nojo chamado Rio de Janeiro”, desabafou.

A PM não informou se os criminosos foram presos. Além disso, nenhum pertence das vítimas foi levado. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top