Assine o fluminense

Delegacia de Homicídios localiza cemitério clandestino em Itaboraí

Doze corpos já foram encontrados em local que seria utilizado pela milícia

Cemitério clandestino tinha mais de dez corpos

Divulgação/PCERJ

A Polícia Civil encontrou nesta sexta-feira (5), em Itaboraí, 12 corpos e restos mortais que estavam em um cemitério clandestino, localizado no bairro Visconde de Itaboraí. Segundo informações da Delegacia de Homicídios (DH) de Niterói, os cadáveres possivelmente eram de vítimas de um grupo paramilitar, alvo da Operação Salvator, realizada na última quinta-feira, que atua em diversos bairros do município. 

De acordo com a perícia da DH, alguns corpos já estavam em estado avançado de putrefação. Os agentes trabalharam no local durante boa parte desta sexta. Alguns corpos só puderam ser encontrados com a ajuda de cães farejadores do Corpo de Bombeiros. Até o fim da noite não foi possível confirmar a identificação de algumas vítimas. A ação teve apoio do Ministério Público.

A organização criminosa, que segundo a polícia seria comandada por Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, que está preso, é responsável por vários casos de homicídios, torturas, extorsões, desaparecimento de pessoas. O grupo, ainda segundo a polícia, chegava a lucrar cerca de R$ 500 mil por mês ameaçando moradores e comerciantes de Itaboraí. 

Segundo a DH, o grupo é responsável por pelo menos 50 homicídios na região, ocorridos desde janeiro de 2018. Muitas das vítimas estão desaparecidas. Nesta quinta-feira, 43 mandados de prisão cumpridos contra o grupo paramilitar.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top