NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Denúncia contra bombeiro é acatada

O Ministério Público do Estado, por meio da 7ª Promotoria de Investigação Penal da 3ª Central de Inquéritos, obteve decisão favorável da Justiça que acatou a denúncia formulada contra Gilson da Silva, ex-sargento do Corpo de Bombeiros, acusado de matar duas pessoas no último dia 3 de junho, em Duque de Caxias.

Segundo a denúncia do MPRJ, Gilson  e comparsas não identificados teriam efetuado disparos de arma de fogo contra três pessoas, matando duas delas. De acordo com as investigações, Gilson seria miliciano da região, que se tornou palco de uma intensa disputa entre milícia e tráfico de drogas pelo domínio ilegítimo da localidade.

O motivo do crime, segundo o MPRJ, foi a morte de  Adriano Justino do Nascimento, o “Jamanta”, executado por traficantes do local. No dia, Gilson e comparsas teriam ido até a residência de um dos traficantes a fim de executá-lo. Ao chegar no local, teriam encontrado três pessoas conversando no quintal e efetuado diversos disparos. 

Scroll To Top