Assine o fluminense

DH ainda procura celular de pastor

Polícia colhe novos depoimentos de filhos de deputada Flordelis, que foi impedida de ver o filho na delegacia

 

Marcelo Feitosa

 

Douglas Macedo

Deputada Flordelis esteve pela manhã na delegacia para visitar o filho, mas foi impedida de falar com ele. No decorrer do dia, Flávio e Lucas prestaram novo depoimento na delegacia especializada. Flavio passou mal e foi atendido pelo Samu

Douglas Macedo

A Polícia Civil segue à procura do celular pessoal do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), que ainda não foi entregue pela família.

A Delegacia de Homicídios (DH) de Niterói pediu novamente nesta quarta-feira (19) para que a parlamentar entregasse o aparelho para auxiliar as investigações da morte do líder religioso.

Nesta quarta, o filho mais velho da deputada, Flávio dos Santos Rodrigues, prestou um novo depoimento à delegada Bárbara Lomba, titular da especializada, por quase quatro horas. O teor não foi divulgado pela Polícia Civil. Por mais uma vez, ele passou mal e precisou ser atendido por paramédicos do Samu. Flávio foi preso no enterro do padrasto, por ter contra si mandado de prisão pelo crime de violência doméstica.

Lucas Santos, de 18 anos, filho adotivo do casal que está internado no Degase, após ser apreendido horas após o crime, pela acusação de tráfico de drogas, foi levado para a sede da especializada onde foi ouvido novamente pela delegada. Ele passou a noite em uma cela da DH.

Ainda nesta quarta, uma mulher, que seria médica, segundo fontes da Polícia Civil, considerada peça chave no caso, também foi convocada para prestar depoimento.

Ela chegou por volta das 15h acompanhada de um advogado e saiu cinco horas depois, sem dar declarações.  

Mais cedo, pela manhã, a deputada Flordelis esteve na sede da DH com o advogado para visitar o filho Flávio, mas foi impedida de vê-lo.

“Eu vim para ver como estão as coisas, não fui intimada a depor. Eu quero justiça pela morte do meu marido, seja quem for”, disse a parlamentar.

O pastor Anderson do Carmo foi morto a tiros na madrugada de domingo, na garagem da casa onde o casal morava com os filhos, em Pendotiba, Niterói.

A delegada acredita que a arma do crime seja a encontrada durante buscas na residência da família. (colaborou: Vitor d’Ávila) 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

paulo cesar oliveira
Qual será o conteúdo desse celular, que até agora não apareceu?
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top