Assine o fluminense

DH vai ouvir policiais envolvidos em operação no Salgueiro

Familiares negam envolvimento dos mortos em tiroteio com o tráfico de drogas

A Divisão de Homicídios de Niterói (DH-Niterói) vai ouvir a partir desta segunda-feira os policiais civis da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) envolvidos na operação do Complexo do Salgueiro que terminou com a morte de sete pessoas na madrugada do último sábado. As vítimas estavam em um baile funk e, segundo a Polícia, todos eram envolvidos com o tráfico de drogas da região, versão contestada por parentes das vítimas. 

O delegado titular da especializada, Fabio Barucke, afirmou que o momento é de ouvir todos os policiais envolvidos na operação e de juntar os laudos periciais para apurar as circunstâncias do crime. Na manhã deste domingo, o sétimo corpo foi identificado no Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó, em São Gonçalo: se trata de Bruno Coelho, de 26 anos. Os outros mortos foram identificados como Marcelo da Silva Vaz, de 31 anos, Victor Hugo Coelho, de 28 anos, Luiz Américo da Silva de 46 anos, Márcio Melanes Sabino, de 21 anos, Josúe Coelho, de 19 anos e Lorran de Oliveira Gomes, de 18 anos. 

Caso – Sete homens foram mortos a tiros na madrugada deste sábado durante um baile funk no Complexo do Salgueiro. Familiares acusam a polícia pelo crime, que aconteceu no momento em que agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) faziam operação na comunidade, com apoio das Forças Armadas. A polícia não informou se houve confrontos na favela. O Comando Militar do Leste informou apenas que prestou apoio logístico à polícia durante a operação. 

 Os corpos foram removidos por homens da Defesa Civil e levados para o Instituto Médico Legal (IML). Durante todo o dia de sábado parentes estiveram no local em busca de informações e para fazer o reconhecimento dos cadáveres. Inconformados, eles acusaram policiais. 

A nota da Polícia Civil diz ainda que “na ação, os agentes apreenderam um fuzil, sete pistolas, cinco carregadores, munições, rádios transmissores, drogas, celulares e vários documentos.   

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top