Assine o fluminense

Empresário é assassinado com seis tiros pelas costas em São Gonçalo

Vítima, de 37 anos, chegava de moto em casa, no Engenho do Roçado, quando foi atingida pelos disparos

Elignton Soares, o Caju, de 37 anos, foi morto com pelo menos seis tiros

Foto: Reprodução / Facebook

A Divisão de homicídios de Niterói (DH) investiga a morte do empresário Elington Soares, de 37 anos, na porta de casa no Engenho do Roçado.  O crime aconteceu na noite de ontem, na Rua São Sebastião. De acordo com a polícia, a vítima foi atingida por pelo menos seis tiros de pistola pelas costas, sendo que um  e um deles pegou no pescoço. Segundo familiares, ele era proprietário da empresa LigNet Total e estava voltando da casa de parentes quando foi assassinado. O enterro aconteceu no final da tarde de  ontem, no cemitério Parque da Paz, no Pacheco.

Segundo Wilson Palermo, delegado responsável pelo caso, a polícia já tem uma linha de investigação, mas ele não informou detalhes do caso. 

De acordo com o irmão da vítima, o aposentado Antônio da Costa Soares, de 60 anos, os criminosos não roubaram nenhum pertence e fugiram logo em seguida. 

“Não sabemos o que aconteceu e toda nossa família está perplexa com tudo isso. Ele estava vindo da casa da sogra, de moto”, contou, acrescentado que o cunhado dele vinha atrás, de carro, com a irmã e as sobrinhas. 

“Quando chegou na esquina de casa ele estranhou uma movimentação diferente e voltou para deixar as meninas em um local seguro. Quando ele retornou à rua encontrou o corpo do meu irmão já sem vida, caído no portão de casa. Nosso coração está despedaçado. Ele era cristão muito atuante nas obras do Senhor e temos certeza que um dia nos encontraremos no céu. Só queremos justiça pela morte do meu irmão. Sabemos que nada vai trazer a vida dele volta, mas esperamos que a polícia encontre o culpado de ter feito essa barbaridade”, desabafou.

Segundo um vizinho da vítima, o aposentado Djamo Muniz, de 70 anos, o empresário também tinha uma empresa de construção civil e era muito querido em todo o bairro. 

“Ele era uma pessoa de bem e muito trabalhadora. Todos nós, que tínhamos amizade com ele, estamos desolados com essa tragédia. Eu cheguei a escutar os tiros da minha casa e quando saí no portão vi que algo tinha acontecido. O Caju [como era conhecido] não merecia isso. Um homem íntegro, honesto que tratava a todos muito bem. Ia sempre na minha casa tomar café. Eu o amava como se fosse meu filho. Vai deixar muitas saudades”, desabafou. 

A vítima, que era membro da igreja evangélica Comunidade Cristã no bairro Rio do Ouro, deixou esposa e duas filhas. 
Através da redes sociais, amigos lamentaram o ocorrido.

“Não tenho palavras para descrever quanta dor no coração! Triste, muito triste com a perda de um irmão e grande amigo que estará sempre em nossos corações! Que Deus conforte os familiares e amigos! Te amamos, Caju!”, dizia uma postagem.

“Que noite difícil pra dormir. Como eu queria que fosse apenas um pesadelo; que maldade fizeram com meu grande amigo e irmão Elington Soares. Esse cara era amado por todos, foi meu padrinho de casamento, um grande incentivador ministerial, sempre muito alegre, paizão, mui batalhador, cristão, enfim, aquele tipo de pessoa que vai deixar muita saudade. Que o Espírito Santo console minha amiga, suas filhinhas, seus familiares e amigos como eu”, dizia outra postagem. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Flavio dos Reis Gonçalves
Lamentável. Que Deus conforte os familiares.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top