NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Foi por pouco: detentos tentam fugir de presídio na Alameda

Um dos presos fugiu para o presídio onde está o ex-governador Luiz Fernando Pezão

Foto: Arquivo / Douglas Macedo

Um agente penitenciário foi agredido e amarrado na noite desta terça-feira (8), durante uma tentativa de fuga no Instituto Penal Ismael Pereira Sirieiro, no Fonseca, em Niterói. Um dos três detentos que participaram da fuga foi recapturado com o armamento do agente depois que pulou o muro para acessar a Unidade Prisional da Polícia Militar, que fica ao lado, onde está preso o ex-governador Luiz Fernando Pezão. Os outros dois detentos que também tentaram fugir foram encontrados no pátio da Penitenciária PM Francisco Spargoli Rocha, também no mesmo complexo penitenciário.

O agente penitenciário agredido contou em depoimento que houve um princípio de tumulto em uma das celas. Quando ele foi verificar o que era, acabou sendo espancado e imobilizado. Ele, então, se deu conta que a briga havia sido simulada como forma de atraí-lo para a cela. 

Ainda em depoimento, o agente relatou que um dos detentos pegou sua arma, calibre 12, carregada com munições não letais. Os detentos fugiram deixando o agente para trás, dentro da cela destrancada. 

O agente contou ainda que, quando os internos sumiram de sua visão, conseguiu se desvencilhar e acionar o alarme. Uma equipe de plantão da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) já conseguiu recapturar os fugitivos.

A Seap informou em nota que “o caso foi registrado na 78ª DP (Fonseca) e uma sindicância interna foi aberta para apurar os acontecimentos. A Superintendência de Inteligência do Sistema Penitenciário (Sispen) também acompanha os fatos”.

Ainda em nota, a pasta disse também que “os três internos serão encaminhados para a Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino (Bangu I), no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu”. 

Segundo a assessoria de imprensa da Seap, o Instituto Penal Ismael Pereira Sirieiro, apesar de ser uma instituição penal para presos quem cumprem pena em regime semiaberto, abriga detentos que não são beneficiados neste sistema, o que é o caso dos três que tentaram fugir. 

A Seap não informou por quais crimes os detentos envolvidos na tentativa de fuga cumpriam pena. Também não informou por quanto tempo estavam presos e também qual era o número total de detentos e agentes penitenciários lotados nesta unidade prisional. 

De acordo com o Observatório Legislativo da Intervenção Federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro, a capacidade de presos do Instituto Penal Ismael Pereira Sirieiro é de 352 detentos.
 

 
Scroll To Top