NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Grande Rio tem 102 agentes baleados em 2019

 

 

 

O policial militar aposentado Antonio Carlos Maguelly Piloupas foi o 100º agente de segurança baleado no Grande Rio este ano, que já conta com 102 agentes baleados. Ele tentou cometer suicídio após matar a esposa a tiros na madrugada deste sábado (25), na Rua Francisca Vidal, em Pilares, Zona Norte do Rio. Ele está internado.

​O primeiro caso de agente baleado em 2019 foi similar: o policial civil Ricardo M. Costa, lotado na 18ª DP (Praça da Bandeira) cometeu suicídio após invadir a casa da ex-esposa, no dia 04 de janeiro, no Grajaú, também na Zona Norte. Dos 102 agentes baleados em 2019, 20 morreram.

Em 2018, a marca de 100 agentes baleados ocorreu com mais de um mês de antecedência em relação a este ano, em 14 de abril. Na ocasião, um cabo da Polícia Militar morreu ao ser baleado em São Francisco, Niterói, após deixar o posto de trabalho.

Escala de trabalho - Dos 102 agentes baleados, 90 são policiais militares – na ativa e aposentados. Destes, 18 morreram e 72 ficaram feridos. 12 pertencem a outras instituições de segurança.

O município do Rio é o campeão no número de agentes baleados este ano, foram 47, seguido de São Gonçalo (16), Niterói (11), Nova Iguaçu (5) e Belford Roxo (5). Em comparação com 2018 (57), houve uma queda de 18% no número de agentes baleados na capital.

A Rocinha foi o bairro da capital campeão no número de agentes baleados em 2019 (4), seguido de Bangu (3), Manguinhos (3), Penha (3), e Marechal Hermes (3). O Jardim Catarina, em São Gonçalo, liderou, junto com a Rocinha, o ranking de bairros com mais agentes baleados (4).

O Leste Metropolitano foi a região com mais agentes baleados, foram 33 no total, seguido da Zona Norte (25), Baixada Fluminense (22), Zona Oeste (13), Zona Sul (6) e Centro (3).

Dos 102 agentes baleados, 11 foram atingidos em áreas com Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). As unidades da Rocinha (4), Manguinhos (3), Vila Cruzeiro/Complexo da Penha (2), Cantagalo (1) e Vidigal (1) lideraram o ranking com mais agentes de segurança atingidos.

Scroll To Top