Assine o fluminense

Mãe de acusado de roubo com faca diz que filho não devia ter sido solto

Mulher alega que ele tem problema mental e que não pode viver em sociedade

A mãe do acusado de assaltar idosas com uma faca em São Francisco, preso na manhã de terça-feira (23), alega que seu filho não poderia estar em convívio com a sociedade por sofrer de problemas psiquiátricos. Segundo ela, no dia do crime, o jovem saiu de casa por volta de 6h sem tomar os medicamentos controlados que faz uso. 

Quando era menor, o acusado já havia sido submetido a medidas socioeducativas. Em 2017, ele matou com uma facada a aposentada Maria Alcina Gil, de 66 anos, na Alameda Carolina, em Icaraí, Zona Sul de Niterói, quando ela voltava de um supermercado. Na ocasião, a foto do corpo estendido no chão, ao lado das sacolas de compra espalhadas, e com a faca cravada nas costas, circulou pelas redes sociais gerando comoção. 

Pelo assassinato, o acusado ficou um ano e meio internado no Educandário Santo Expedito, em Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Depois, foi colocado de novo nas ruas. Segundo a mãe, no educandário seu filho passou por tratamento com médicos psiquiatras e fez uso de medicamentos como risperidona e diazepam. Lá, o jovem ficava em um setor especial, destinado à saúde mental, afastado de outros internos. Ainda de acordo com a mãe, no ano de 2015, ele foi diagnosticado com quadro de dependência química e epilepsia.

Há cerca de duas semanas, uma juíza concedeu liberdade assistida ao jovem, para voltar ao convívio em sociedade, com acompanhamento periódico de especialistas. No entanto, a mãe alega que, ao ser libertado, o rapaz ainda parecia “surtado” e sem condições de viver fora do internato.

“Eu estou sofrendo muito com isso. Não era para ele ter sido liberado no estado em que está”, desabafou a mãe, dizendo ainda que seu filho se automutilava no educandário.

Na terça, acusado, que já completou a maioridade, saiu de casa, na Comunidade do Preventório, em Charitas, por volta de 6h, enquanto sua mãe dormia. Cerca de meia hora depois, a mulher recebeu ligação de uma conhecida e foi informada de que policiais haviam prendido seu filho por ter roubado idosas em São Francisco. Ele foi reconhecido pelas vítimas.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado estava tentando roubar armado com uma faca, que não foi localizada. No entanto, a mãe alega que nenhuma faca havia sido levada de casa por ele. Ela apela para que seu filho não seja levado a um presídio.

“Preferiria que ele ficasse internado novamente. Meu filho é doente, ele não é bandido”.

No entanto, o acusado foi levado da 76ª DP (Centro), onde ficou detido até a tarde desta quarta-feira (24), para a Cadeia de Custódia em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, onde ficará à disposição da justiça. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Rejane Monteiro Moreira
Infelizmente a verdade tem que ser dita. Seu filho NÃO tem problema Mental. ele é um Assassino.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top