Assine o fluminense

Mais um passageiro é flagrado se masturbando em ônibus

Imagens foram registradas por celular e estão circulando pela internet

Um vídeo que circula pelas redes sociais, que segundo uma internauta teria sido gravado no domingo, mostra um homem se masturbando dentro do coletivo na subida da Caixa D´Água, no Fonseca, em Niterói. No vídeo, que dura pouco mais de um minuto, é possível ver o rosto do homem, que estava sentado ao lado de uma mulher, que nada percebeu. 
Internautas relataram por meio das redes sociais que o caso teria ocorrido na Linha 26 (Caramujo-Centro) e que o homem teria descido perto da comunidade. Até o fechamento desta edição, o caso não havia sido comunicado à 78ª DP (Fonseca), que responde pela área. 

A titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Niterói, Daniella Rebelo, disse que casos de importunações ofensiva ao puder vem sendo mais noticiados porque as mulheres não aguentam mais serem constrangidas e importunadas em lugares públicos. Segundo ela, os casos sempre ocorreram e de forma rotineira, mas hoje, com o empoderamento feminino, elas estão percebendo um movimento pró ativo para que haja um basta em toda essa humilhação. 

“Todas essas mulheres devem continuar nesse movimento. Tenham coragem e denunciem. Essa denúncia pode ser feita não só nas Deam, como em qualquer delegacia do Rio”, explicou. 

Com relação ao caso registrado na Deam, na semana passada, em que uma jovem que acusou um homem de se masturbar dentro de um coletivo, a delegada ressaltou que as providências já foram tomadas. 

“Todos os envolvidos já foram ouvidos. Já foram requisitadas as imagens internas do ônibus e posteriormente a investigação será remetida ao Juízado Especial Criminal (Jecrim), contou

Em nota, o Sindicato do das Empresas de Transporte Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Setrerj) informou que orienta seus motoristas a, quando tiverem ciência do crime, a darem apoio à vítima e levarem o ônibus direto para a delegacia, a fim de fazer um boletim de ocorrência.

Projeto de Lei – A vereadora Taliíra Petrone (PSOL), apresentou um projeto de lei na Câmara de Vereadores de Niterói, propondo medidas contra os assédios que as mulheres sofrem na cidade. Segundo ela, com a repercussão dos últimos casos, o projeto avançou na casa e pode ser votado até o final do mês. 

“Estamos propondo que as empresas de ônibus, junto com o Poder Executivo, façam campanhas nos coletivos e terminais rodoviários. A ideia é adesivar os coletivos. Além disso, defendemos também que os funcionários dos ônibus passem por um treinamento sobre como devem se portar caso presenciem algo. Por último, gostaria que a prefeitura criasse uma canal onde as pessoas pudessem fazer as suas denúncias. As mulheres enfrentam assédios há muito tempo e precisamos parar e prevenir isso. Esperamos que este movimento ganhe força e se torne maior ainda”, contou. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top