Assine o fluminense

Terror na travessia da Ponte

Casal é sequestrado por menores no Rio e obrigado a seguir para Niterói sob a mira de uma arma

Menores fazem casal refém

Foto: Reprodução de vídeo

Um casal viveu momentos de terror após ser sequestrado por menores armados no Rio e obrigado a seguir para Niterói sob a mira de uma espingarda calibre 12. O sequestro, que ocorreu na noite desta terça-feira (4), terminou na Av. Rio Branco, no Centro, quando o veículo foi parado, por volta das 19 horas, por agentes do Programa Niterói Presente, que desconfiaram dos ocupantes do carro. 

As vítimas acabaram libertadas e os dois menores foram aprendidos. Um deles já tinha três anotações criminais por roubo. O caso foi registrado na 77ª DP (Icaraí).

Na delegacia, o casal contou que foi abordado na Linha Vermelha, ao parar para tentar ajudar os ocupantes de um Ford Ka, do qual saía muita fumaça, sem saber que se travava de dois menores infratores. Ao saber que o casal seguiria para Niterói, os menores pediram carona, mas como foi recusada, sob alegação de que o casal tinha compromissos e não poderia se atrasar, eles renderam as vítimas e as obrigaram a atravessar a Ponte, abandonando o Ford Ka, depois de passarem vários produtos de roubo para o porta-malas do Fiat Palio das vítimas. 

O casal foi na frente e os menores no banco de trás, com a escopeta encostada nas costas do motorista. Durante o percurso, policiais militares receberam um informe via rádio de que um veículo suspeito estaria atravessando a ponte em direção a Niterói.

De acordo com a polícia, os dois menores pediram que o casal, que é morador do Caramujo, os levassem para a Rua da Conceição, mas depois mudaram de ideia e resolveram seguir para a Rua General Andrade Neves, próximo ao Morro do Estado, onde moram.

Quando o carro passava pela Rio Branco, esquina com a Rua Saldanha Marinho, foi abordado pelos agentes. Além do veículo, foram recuperados uma espingarda calibre 12, diversos eletroeletrônicos, roupas e acessórios roubados. Os dois contaram à polícia que saíram de Niterói, e seguiram até a Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, onde se encontraram com outros ladrões, que entregaram a eles os objetos roubados.

Segundo a polícia, a arma calibre 12 era do menor, e estava emprestada com comparsas moradores da Ilha, de acordo com a polícia. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Marialva
Coitadinhos, são criancinhas que não sabem o que fazem e são vítimas da sociedade, por isso estavam com uma escopeta na mão para assassinar alguém, pois sabem de cor e salteado tudo que consta no ECA. Então, podem assassinar a vontade que ficarão presos no máximo até os 21 aninhos e sairão com a ficha limpinha. Que beleza ! Salve os Bandidos que criaram o ECA, que incentivam a criminalidade e defendem os direitos humanos de bandidos. No Brasil, só os bandidos tem mais direitos que os trabalhadores e a s pessoas de bem. Isto tem que acabar ! Matou, prisão perpétua, tem que apodrecer na cadeia, seja de que idade for !!!
Vote up!
Vote down!

: 1

You voted ‘up’

Elson Luiz
Parabéns aos policiais que efetuaram a prisão!!!!! Continuo falando que em uma favela a 100 metros do 12º Batalhão a favela tá cheia de barricadas...
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top