Assine o fluminense

Niterói reduz roubos de rua pelo 2º mês consecutivo

Assaltos a coletivos, no entanto, registraram crescimento de 281% na cidade

Pelo segundo mês consecutivo, Niterói alcançou a redução de roubos de rua. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgados nesta sexta-feira (14), o indicador estratégico caiu de 406 para 394 casos, na comparação entre agosto deste ano e de 2017. Em contrapartida, outros indicadores aumentaram, como as mortes decorrentes de intervenção policial, que subiram de 3 para 20 ocorrências. Passageiros também estão mais na mira de criminosos, com uma alta de 281% nos assaltos a coletivos. 

Segundo os dados do ISP, os roubos nos ônibus têm se tornado mais frequentes. Em agosto do ano passado, foram registradas pela Polícia Civil 11 ocorrências. Neste ano, esse quantitativo subiu para 42. Em São Gonçalo, cidade vizinha, o cenário é o mesmo: um aumento de 64% neste tipo de delito, subindo de 107 para 176. 

Os índices apontam que o roubo de veículos diminuiu 25% em Niterói, caindo de 209 casos para 156 no mês passado. Mas os furtos cresceram 66%. No município vizinho, em São Gonçalo, os roubos de veículos tiveram uma leve diminuição de 4% e o de furtos, de 1%. 

Em Niterói, o roubo a pedestres teve 34 ocorrências a menos, com 337 em agosto de 2017 e 303 neste ano. O roubo de celular caiu 15% na cidade, enquanto em São Gonçalo a queda foi maior: 29%. 

Os roubos a residências subiram 160% em Niterói, com 8 casos a mais do que em 2017, quando foram registradas 5 ocorrências em agosto. 

Os comércios niteroienses continuam sendo alvos: foram 30 casos no mês passado, contra 19 no mesmo período de 2017. 

O indicador letalidade violenta, relativo aos homicídios, teve aumento de 58%. Em São Gonçalo, o índice cresceu 18%, e os números dos autos de resistência cresceram 87%. 

Carga – Contrariando a tendência dos últimos meses, o roubo de carga em São Gonçalo diminuiu consideravelmente: 31%, caindo de 167 casos em agosto de 2017 para 115 em 2018. 
No entanto, em Niterói essa não é a mesma realidade. O crime subiu 281%, com 11 ocorrências em agosto do ano passado para 42 neste ano. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top