Assine o fluminense

Polícia faz operação contra o tráfico e o roubo de veículos

Investigações resultaram em 57 mandados de prisão contra acusados em Niterói e São Gonçalo

Arma e drogas foram apreendidas durante a operação da polícia

Foto: Polícia Civil / Divulgação

A ação policial iniciada na manhã desta quinta-feira (27), em Niterói e São Gonçalo, para cumprir 57 mandados, já prendeu 29 pessoas acusadas de tráfico de drogas e roubos de veículos. De acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública do Rio de Janeiro, na ação também foram apreendidos dois menores em flagrante por porte de arma de fogo, drogas e por roubo de moto, e um veículo roubado.

A ação foi realizada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e pela Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública e a Polícia Civil. Os acusados de tráfico são acusados por crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e roubos, principalmente, de carros e motos.

Por meio de denúncia, o MP obteve os mandados de prisão preventiva de todos os acusados na 2ª Vara Criminal de Niterói, sendo que 20 deles foram presos ao longo das investigações. Os mandados foram cumpridos durante o dia em comunidades do Complexo do Caramujo, Bumba, Favela da Barreira, Favela da Lagoa, Viradouro, Morro do Castro e Morro do Palácio.

Trabalho – Iniciadas em 2015, as investigações resultaram na apreensão de armas de uso restrito, como fuzis e pistolas, e uma grande quantidade de drogas. De acordo com a denúncia, os veículos roubados eram utilizados para o transporte do material entorpecente, armas comercializadas e também para o deslocamento das lideranças.

Entre os denunciados estão Rodrigo da Silva Rodrigues, o Tineném, apontado pela denúncia como uma das referências para traficantes de outras localidades quando precisavam encomendar o roubo de um veículo; Alcindo Luiz Fernandes, o “Da Cabrita”, apontado como um dos líderes da quadrilha; e Amancio Levi Clemente Moura, o “Levi do Bumba”, apontado como chefe do tráfico no Morro do Bumba.

De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), o número de roubos de carros em Niterói teve um aumento significativo nos últimos dois anos. Já são 824 casos registrados nos seis primeiros meses desse ano, em comparação com os 568 roubos ocorridos no mesmo período em 2015. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top