Assine o fluminense

Pai e filho ficam uma hora na mira de fuzil

Eles foram vítimas de um roubo de carga na Rodovia RJ-106, próximo à entrada do Arsenal

Pai e filho trabalham como motorista e ajudante de caminhão

Foto: Marcelo Feitosa

Pai e filho, que trabalham como motorista e ajudante de caminhão, ficaram sob a mira de um fuzil por quase uma hora durante um roubo de carga na Rodovia RJ-106, próximo à entrada do Arsenal, em São Gonçalo. Após abordarem o veículo no início da manhã, por volta das 7h, os criminosos obrigaram as vítimas a entrar num carro e rodaram com elas até a carga de alimentos, avaliada em R$ 8 mil, ser descarregada numa comunidade que as vítimas acreditam ser o Morro da Dita, no Jóquei.

O motorista e o ajudante contaram que saíram da Taquara, na Zona Oeste do Rio, e que levariam a carga para Maricá. Segundo eles, os criminosos roubaram, além da carga, os celulares e a carteira de um deles.

“A gente já entrou em vários lugares. Já vimos homens armados de fuzis e tudo o mais. Nunca tínhamos sido assaltados. Estávamos na rodovia, indo para Maricá, quando um Chevrolet Cobalt parou na nossa frente e os bandidos mandaram a gente sair do carro. Achei que fossem só levar os nossos telefones e o caminhão, mas mandaram a gente entrar no Colbalt e ficaram circulando com a gente por cerca de uma hora até libertarem a gente. Quando largaram a gente na rua, os bandidos disseram que se a gente olhasse para trás, eles atirariam na gente”, contou uma das vítimas.

O caso foi registrado na 75ª DP (Rio do Outro). O veículo e a carga não haviam sido recuperados até o fechamento desta edição.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top