Assine o fluminense

Pezão convoca aprovados no último concurso da PM

Serão depositados R$ 3,5 milhões relativos ao RAS para policiais civis

Pezão diz que, mesmo em recuperação fiscal, precisa fortalecer a segurança

Carlos Magno /Palácio Guanabara

O governador Luiz Fernando Pezão assinou, ontem, autorização para convocação de 1.380 aprovados em concurso da Polícia Militar, realizado em 2014, para ingressarem no curso do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP). Os novos PMs serão convocados por turmas, cada uma com 500 alunos, conforme colocação no concurso.

Outro investimento do Governo do Rio na área de Segurança é a retomada do pagamento do RAS - hora extra dos profissionais da Segurança. O governo estadual anunciou que vai depositar hoje R$ 3,575 milhões relativos ao RAS para 3.391 policiais civis.

A retomada do pagamento do RAS começou na segunda quinzena de maio. Nesta segunda-feira (2) foram pagos, por meio da Secretaria de Fazenda, R$ 1,883 milhão para um total de 11.904 policiais militares, referentes ao RAS compulsório. 

“Mesmo em recuperação fiscal, precisamos fortalecer a segurança pública. Estamos vencendo todos os obstáculos e a população precisa colher esses frutos”, afirmou o governador Luiz Fernando Pezão.

De acordo com o governador, o somatório de esforços entre o Governo do Estado, o governo federal e a Assembleia Legislativa (Alerj) foi fundamental para a convocação dos novos PMs.

“Sem a parceria com a Alerj, não estaríamos aqui hoje contratando policiais. Não foi nada trivial aprovar o Plano de Recuperação Fiscal, são medidas duras, difíceis. Mas conseguimos colocar os salários em dia, estamos começando a fazer diversos investimentos no interior, dentro da cidade do Rio, retomando obras importantes”, destacou Pezão.

Novos PMs – A previsão é que, em 2019, após conclusão do curso, os 1.380 novos PMs já estejam atuando em diversas regiões do estado. Na seleção realizada em 2014, foram classificados 6 mil candidatos. Deste total, 1.175 ingressaram na corporação, após a conclusão do curso preparatório em 2015. Com o decreto assinado ontem, foram convocados mais 1.380 policiais militares.

“Nós ainda temos policiais para serem contratados deste concurso. Se surgirem mais vagas até o final do ano, e se nós tivermos condições, vamos convocar mais policiais. Esses concursos estão autorizados de forma excepcional no Regime de Recuperação Fiscal e podemos contratar”, acrescentou o governador.

O secretário de Segurança, general Richard Nunes,  enfatizou a importância dos concursos.

“Precisamos restabelecer a regularidade através dos concursos anuais, isso rejuvenesce a polícia. A Polícia Militar do Rio está de parabéns pelas novas contratações, precisamos de um policiamento ostensivo, presente em todas as áreas do estado para dar a sensação de segurança que a população merece”, ressaltou o secretário.

Um dos novos agentes da próxima turma a ser convocado é Otavio Henrique Rosa, de 29 anos.

“Estou muito feliz, sei que será um caminho longo a ser percorrido, mas me sinto honrado pela oportunidade”, disse.

Na assinatura, também estiveram presentes o vice-governador Francisco Dornelles, o secretário de Estado da Casa Civil, Sergio Pimentel, o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, o secretário de Intervenção Federal, Paulo Roberto de Oliveira, e o chefe do Estado-Maior da PMERJ, coronel Luís Henrique Marinho Pires. 

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top