Assine o fluminense

PM é preso acusado de integrar milícia

Policial foi preso administrativamente

Armas e munições foram apreendidas com suspeitos de integrar milícia

Foto: PM/Divulgação

Um policial lotado no 12º BPM (Niterói) foi preso na noite de segunda-feira (18), no Gradim, em São Gonçalo, com outros dois acusados de integrarem uma milícia que atua no bairro. A prisão foi feita por agentes do Serviço Reservado (P2) do 7º BPM (São Gonçalo). De acordo com a PM, com o militar foi encontrada uma pistola calibre 380 registrada em seu nome. Nesta terça-feira (19), mais uma pessoa acusada de integrar a milícia foi presa pelos agentes da P2. Todos os suspeitos, bem como o material e armas apreendidas foram levados para a 73ª DP (Neves), onde o caso foi registrado. 

Os policiais que efetuaram as prisões quando checavam uma denúncia informando que ocupantes de um Ford Fusion preto e de um Nissan Versa que circulavam pelo bairro integrariam uma milícia. Os veículos foram interceptados na Rua Wiliam Antunes. Com o militar e os dois outros suspeitos foram encontrados além da pistola calibre 380, dois carregadores, dois revólveres calibre 38, com numeração raspada, 30 munições calibre 380, seis munições calibre 38 e duas toucas ninja e R$ 700. 

Em nota, a assessoria da PM informou que o “policial militar foi preso administrativamente por transgressão disciplinar, de acordo com o artigo 11 do Regulamento Disciplinar da Polícia Militar, já os demais foram autuados naquela delegacia nos artigos 14 e 16 do Estatuto do Desarmamento”. 

De acordo com os policiais da P2, o grupo estaria atuando no local cobrando taxas de comerciantes e também seriam suspeitos de assassinar traficantes. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top