Assine o fluminense

Polícia caça bandidos que escaparam de perseguição

Jovem de 21 anos atingida na cabeça por bala perdida continua internada em estado grave

A polícia está caçando pelo menos dois bandidos que conseguiram escapar da perseguição com troca de tiros que terminou com dois acusados mortos e duas pessoas atingidas por balas perdidas no Fonseca, Zona Norte da Cidade, na última quinta-feira (11). 

A quadrilha é acusada de roubos no bairro e também em São Francisco, onde realizou um arrastão. Na ocasião, um suspeito teve o abdômen perfurado por tiro de fuzil durante confronto na Estrada Viçoso Jardim, e continua internado sob custódia no Hospital Estadual Azevedo Lima. Luana Borges, de 21 anos, mulher atingida na cabeça por bala perdida quando passava pela Alameda São Boaventura, onde também houve confronto, segue internada em estado grave. A outra vítima de bala perdida, também na Alameda, uma idosa de 80, foi liberada após ser medicada.

Um policial do programa Niterói Presente que iniciou o cerco aos criminosos na Rua Noronha Torrezão, no Cubango, relatou ter visto dois homens em uma moto dando cobertura aos três assaltantes que estavam dentro de um Volkswagen Fox preto que havia sido roubado no começo da manhã de quinta, no Fonseca.

Ontem, vítimas dos assaltos praticados em São Francisco contaram mais detalhes sobre o caso. De acordo com elas, participaram quatro bandidos, sendo que três saíram do carro para recolher os pertences dos motoristas que passavam pela Rua Tamoios, esquina com a Goytacazes, enquanto um ficou ao volante fechando o trânsito de veículos. A moto utilizada para dar cobertura não foi vista nesta ocorrência.

Pelo menos quatro carros foram abordados pelos criminosos, que levaram dinheiro, celulares e joias dos ocupantes. 

“Eu rezei o tempo inteiro, a sensação de insegurança é muito grande. É tudo muito rápido, não tem como descrever a situação”, desabafou uma das vítimas.

Anéis e relógios que foram encontrados junto ao corpo de um dos bandidos mortos na ação pertencem a um casal que estava ontem na Divisão de Homicídios (DH) de Niterói. 
“Nós fomos roubados e acionamos uma viatura da Polícia Civil que, por sorte, passava por ali. Os anéis e relógios que o criminoso morto estava utilizando são meus, inclusive”, disse. 

O suspeito que foi socorrido, Evandro Souza Lima, de 19 anos, e que teve o abdômen perfurado por um tiro de fuzil, já possuía passagem por roubo. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top