Assine o fluminense

Jurujuba: 13 acusados de tráfico são presos

Policiais cumpriram mandados de prisão contra acusados de pertencerem ao bando de ‘Mata Rindo '

Treze presos foram levados para a 79ª DP

Foto: Divulgação / Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro

A 79ª DP (Jurujuba) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (5), a Operação Escotilha 2, com o apoio de outras 15 delegacias da região, nas comunidades do Peixe Galo e Cascarejo, em Jurujuba, na Zona Sul de Niterói. Ao todo 13 acusados de tráfico com mandados de prisão preventiva foram presos.

Também foram realizadas buscas na região de Bacaxá, em Saquarema, na Região dos Lagos, onde um dos procurados estaria escondido. No entanto, este último não havia sido localizado até o fechamento desta reportagem.

Também foram expedidos mandados contra outras 15 pessoas que já se encontravam presas em unidades de detenção do Estado. No total, foram cumpridos 28 mandados de prisão preventiva referentes às investigações feitas pela equipe de inteligência da delegacia. 

De acordo com o delegado Marcos Peralta, titular da 79ª DP, a operação é fruto de um longo trabalho de investigação, que se tornou processo judicial que corre na 1ª Vara Criminal de Niterói. Ele informou que todos os alvos da ação ficarão à disposição da Justiça e serão denunciados pelo Ministério Público.

“A operação é o resultado de um trabalho de inteligência que durou meses. Com a expedição dos mandados de prisão, partimos para a parte de prendê-los e colocá-los à disposição da justiça. Agora o Judiciário vai definir qual foi a participação de cada um no tráfico”, disse Peralta.

A ação desta quarta foi um desdobramento da Operação Escotilha, realizada pela delegacia em janeiro, e teve como objetivo cumprir 36 mandados de prisão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico em Jurujuba.

As investigações apontaram que alguns dos acusados fariam parte do bando liderado por Gabriel dos Santos Soares, o Mata Rindo, que, segundo a polícia, comandava o tráfico de drogas em comunidades da região, como o Morro do Preventório, em Charitas, e nas favelas do Peixe Galo e Lazareto, em Jurujuba. Ele morreu no último dia 7 de maio durante confronto com policiais civis da 79ª DP. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top