Assine o fluminense

Polícia Militar ocupa o Cavalão

Sem informar o número de policiais, comandante do 12ºBPM disse que operação será por tempo indeterminado

O túnel Raul Veiga, que precisou ser fechado no início da noite de terça-feira, ganhou policiamento reforçado durante a ocupação da Polícia Militar

Fotos de Marcelo Feitosa

Após uma noite de confronto entre criminosos e policiais militares no entorno do Morro do Cavalão, na Zona Sul de Niterói, que chegou a fechar o túnel Raul Veiga, a Polícia Militar reforçou o policiamento na Companhia Destacada, que fica na comunidade, na manhã desta quarta-feira (11).

Uma operação foi realizada e terminou com um homem preso e drogas apreendidas. A ocorrência foi registrada na 77ª DP (Icaraí). De acordo com o comandante do 12º BPM, tenente-coronel Márcio Guimarães, a ação se dá após a “ousadia dos marginais que atentaram contra a vida de policiais militares de serviço” e acrescentou que a ocupação será por tempo indeterminado.

Segundo a PM, outros pontos do morro que liga os bairros de Icaraí e São Francisco também foram ocupados.

De acordo com Márcio Guimarães, neste momento o foco da PM é ocupar a comunidade, com o intuito de aumentar o número de policiais que já atuam no local.

“Realizamos uma operação tranquila, tanto que não houve tiroteio. O nosso intuito é aumentar a nossa presença na comunidade para que não aconteça novamente o que ocorreu no dia anterior. Já existia na localidade um Posto de Policiamento Comunitário, que funcionava com apenas três policiais. O ataque à nossa viatura fez com que reavaliássemos esse planejamento e também nos mostrou que o número de policiais não estava suficiente para patrulhar toda a comunidade. O que fizemos aqui foi trazer o pessoal do Grupamento de Ações Táticas (GAT) e o do Patrulhamento Tático Móvel (Patamos). Por isso vamos fazer os remanejamentos necessários para que a polícia esteja presente também em todos os pontos estratégicos da comunidade”, afirmou sem informar ainda quantos policiais vão ficar responsáveis pela ocupação.

Dezenas de policiais e diversas viaturas ocuparam a comunidade que liga os bairros de Icaraí e São Francisco

Marcelo Feitosa

O comandante destacou também que o policiamento na rua não vai diminuir por conta da ocupação.

“Todos os setores de viaturas estão cobertos. Policiamentos especializados, Regime Adicional de Serviço (RAS) e o Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), tudo isso se mantém”, garantiu.

Memória – No início da manhã de sábado (7), homens do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 12º BPM (Niterói) desencadearam uma operação na Comunidade do Cavalão, em Icaraí, na Zona Sul, para coibir o tráfico de drogas que atua no local.

Ao chegar na comunidade, a equipe foi recebida a tiros por criminosos ligados a uma facção criminosa que domina a região. Os moradores ficaram acuados por alguns minutos diante do fogo cruzado, mas nenhum morador se feriu no confronto.

Contudo, ao fim da troca de tiros, os policiais militares conseguiram entrar na comunidade e localizaram três criminosos que foram feridos por tiros durante o confronto com a polícia. Com eles foi apreendida uma farta quantidade de material entorpecente e ainda um fuzil e uma pistola calibre 40.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top