Assine o fluminense

Polícia Militar reforça ações na Rocinha

Objetivo é estabelecer canal direto entre a população e a corporação

Após novos confrontos ocorridos na favela da Rocinha, Zona Sul do Rio, a Polícia Militar reforçou o policiamento na região. A partir desta quinta-feia (05), o esquema de policiamento conta com o patrulhamento da autoestrada Lagoa-Barra, que será feito por homens do Batalhão de Policiamento Rodoviário, e a instalação da Delegacia Itinerante da Corregedoria da PM no Largo da Macumba, por tempo indeterminado.

O objetivo é estabelecer canal direto entre a população e a corporação, a fim de receber reclamações, sugestões ou elogios de moradores. 

Confrontos - Por volta das 8h da noite de terça-feira, policiais do Batalhão de Ações com Cães entraram em confronto com criminosos na localidade conhecida como 199. De acordo com a PM, houve tiroteio e os bandidos fugiram em seguida. Ninguém ficou ferido na ação.

Após o confronto, policiais fizeram buscas na região e apreenderam um fuzil AK-47, duas granadas, carregadores e munições para fuzil.  

Militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha estouraram uma boca de fumo montada na Rua 3. Os agentes apreenderam 147 pinos de cocaína, 83 papelotes de maconha, 6 rojões, que são usados pelos traficantes para dar alerta sobre a chegada da polícia, além de R$ 30 reais em espécie. Não houve confronto e ninguém foi preso nesta ação.

O policiamento na Rocinha segue reforçado com mais de 500 homens da Polícia Militar. O esquema envolve o cerco à região em 15 pontos no entorno da comunidade, feito por policiais do batalhão do Leblon.

Os policiais da UPP da Rocinha estão fazendo o patrulhamento fixo em 14 pontos de contenção no interior da favela. O patrulhamento dinâmico é feito por tropas especiais da PM. O Comando de Operações Especiais e a Coordenadoria de Polícia Pacificadora instalaram bases avançadas na região. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top