Assine o fluminense

Polícia prende chefe do tráfico do Morro do Estado

Gerente também foi capturado. Dupla estava escondida na Comunidade Menino de Deus, em São Gonçalo

Agentes da Core deram apoio a policiais da 76ª DP (Centro) na captura do suspeito, que estava escondido em uma casa no Morro Menino de Deus

Reprodução de vídeo

Policiais da 76ª DP (Centro de Niterói), com o apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), realizaram uma operação com o auxílio de veículo blindado e de um drone na comunidade Menino de Deus, no Rocha, em São Gonçalo, onde prenderam, na manhã desta quinta-feira (11), um homem conhecido pelo apelido de “Boladinho”, apontado como chefe do tráfico no Morro do Estado, na Região Central de Niterói. 

Um comparsa, que atenderia pelo apelido de “Betão” e que seria gerente do tráfico de drogas no Estado, também foi preso. Segundo a polícia, a dupla integraria a facção criminosa Comando Vermelho (CV) e estaria escondida em comunidade da mesma facção, em São Gonçalo, para tentar despistar os investigadores.

Segundo a polícia, “Boladinho” teria assumido o controle do Morro do Estado depois que saiu da cadeia, em maio. Contra ele havia mandando de prisão preventiva. De acordo com Glaucio Paz, delegado titular da 76ª DP (Centro), a guerra do tráfico em Niterói, desencadeada em agosto, aconteceu porque depois de sair da prisão Boladinho, que pertenceria ao Terceiro Comando Puro (TCP), teria migrado para o CV, aliando-se a traficantes de São Gonçalo, para expandir o território da facção em Niterói. 

“Como os seus comparsas ou já tinham sido presos ou mortos em confronto com a polícia, ele acabou mudando de lado. Com isso, ele começou a trazer traficantes do Salgueiro (São Gonçalo) Viradouro, Preventório e Grota (Niterói) para iniciar a expansão de território. Um dos alvos foi o Morro do Palácio, onde houve intensos confrontos”, explicou. 

Ainda de acordo com o delegado, “o acusado teria se aliado a mais dois traficantes que estão presos desde 2015, o “Pixote”, apontado como chefe do tráfico de drogas do Complexo da Coruja, em São Gonçalo, e “G Gatinho”, que lideraria a venda de drogas nos complexos da Viradouro e Souza Soares, em Niterói. 

“As investigações mostraram que esses dois traficantes presos, mantinham um contato direto e por telefone com “Boladinho”. Cumprimos contra eles, no presídio, um mandado de prisão por tráfico e associação. Apuramos também que os traficantes, já presos, forneciam as armas para o acusado ocupar as favelas em Niterói e também as drogas. Nesses últimos meses, o acusado estava fazendo a endolação na sua casa, em São Gonçalo, e trazia para Niterói”, declarou o delegado. 

Relógios e celulares roubados foram apreendidos pela polícia na ação realizada na comunidade de São Gonçalo

Divulgação PM

Na operação, os agentes também prenderam dois outros suspeitos, entre eles um menor. A polícia investiga a participação deles em um roubo ocorrido há quase um mês na sede da Associação de Homens de Negócio do Evangelho Pleno (Adhonep), em Tribobó, caso registrado na 75ª DP (Rio do Ouro). 

Segundo as investigações, na ocasião, bandidos do Morro do Estado foram até o Menino de Deus onde se reuniram com os comparsas. De lá, partiram para cometer o crime. Os criminosos renderam os vigias e ficaram durante toda a madrugada no interior da empresa. O produto do roubo não foi divulgado, mas um carro também foi levado pelos bandidos. 

De acordo com a polícia, o documento do veículo da empresa, assim como um relógio com o logotipo da companhia e dois celulares, foram encontrados na casa do acusado. Uma moto, produto de outro roubo, também foi apreendida. Contra o acusado, que tentou se esconder no baú da cama para não ser preso, a polícia cumpriu mandado de prisão. 

Na residência do menor, foram apreendidos outros relógios e drogas. Segundo a polícia, um outro acusado, que também foi identificado como um dos envolvidos no assalto a Adhonep, acabou morrendo na quarta-feira (3), em uma troca de tiros com a Polícia Militar na Rua Quinze de Novembro, a poucos metros da Praça do Rink, próximo à subida para o Morro do Estado. Naquela ação, três outras pessoas foram presas. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top