Você faz a notícia

Policiais são baleados em tentativas de assalto em SG

Um sargento e um soldado do batalhão de Niterói trocaram tiros com assaltantes

Crime aconteceu no bairro do Porto da Pedra

Marcelo Feitosa

Dois policiais militares lotados no 12º BPM (Niterói), que estavam à paisana, foram baleados na mnhã desta segunda-feira (19) em diferentes locais de São Gonçalo. O primeiro caso aconteceu na Rua Marquês de Coimbra, no Porto da Pedra, por volta das 11h50. O sargento Wanderson Nunes, de 40 anos, foi baleado em uma das pernas ao reagir e trocar tiros com dois bandidos que tentaram roubar a sua moto. 

O outro caso ocorreu no estacionamento do Ceasa, no Colubandê, por volta das 12h45. O soldado José Alexandre Pereira dos Santos acabou baleado de raspão nas costas também após reagir a um assalto e trocar tiros com criminosos. Ambos os policiais estão internados em estado estável no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê.  

Porto da Pedra – Colegas de farda do sargento Wanderson informaram que o militar estava a caminho de casa depois de um dia de trabalho quando foi abordado pelos criminosos. Ele contou aos colegas que mesmo ferido trocou tiros e conseguiu balear pelo menos um dos bandidos, que conseguiram fugir. Um taxista que passava pela rua socorreu o PM e o levou para o Heat. Mais tarde, um suspeito foi preso ao buscar atendimento médico no Hospital Geral de Bonsucesso, no Rio, e já foi identificado pelo sargento. 

Moradores da região relataram que os assaltos são frequentes nas ruas do bairro. Eles contaram que, nesta segunda, a troca de tiros foi intensa, e quem passava na rua correu para se abrigar de balas perdidas. 

Colubandê – O soldado José Alexandre foi abordado também por dois homens. O policial estava no Centro de Distribuição de alimentos quando os criminosos anunciaram o assalto. José foi ferido de raspão nas costas e por estilhaços de vidro no rosto e braços durante o confronto. Os assaltantes fugiram do local. 

A polícia segue fazendo ronda nos hospitais à procura de criminosos que possam ter sido feridos nos confrontos. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Rodrigo Ribeiro
Nesse caso do Colubandê, só estavam passando na rua eu e mais um garoto com uma mochila nas costas, quando as duas motos viraram na rua e os vagabundos começaram a gritar pra ele sair da moto. O Policial demorou para entregar a moto aos bandidos, logo o que estava na garupa desceu armado com um revólver e continuou a gritar com ele, enquanto o outro apontava a arma para mim e quando o pólicial deixou a moto no chão o bandido que apontava para mim se virou pra ele e mandou o outro matar pq era policial, pois perceberam na ação do policial, recuando com a mão espalmada para frente, agachado e a outra perto da cintura, como se fosse sacar uma arma, nesse meio tempo corri e só escutei os tiros de duas armas diferentes.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Scroll To Top