Você faz a notícia

Presa acusada de planejar a morte de familiares em SG

Simone Gonçalves de Resende foi encontrada pela polícia no Espírito Santo

Acusada de planejar a morte da família da irmã em São Gonçalo, Simone Gonçalves de Resende foi presa na tarde desta terça-feira, na cidade de Mimosa do Sul, no Espírito Santo. A prisão foi feita por policiais da 124ª DP (Saquarema), que vão conduzir a suspeita para a Divisão de Homicídios (DH) de Niterói. A previsão é que ela chegue na unidade às 11h desta quarta-feira (15), onde irá prestar depoimento.

O crime aconteceu na madrugada do dia 17 de fevereiro, quando o diretor da OAB-SG, Wagner da Silva Salgado, de 47 anos, a mulher dele, Soraya Gonçalves de Resende, de 37 anos (irmã de Simone), e a filha do casal, Geovanna, de 9 anos, foram mortos a tiros no apartamento onde moravam no Barro Vermelho. Simone é a principal suspeita de ter encomendado a execução da família. Segundo a polícia, o motivo seria a disputa pela herança da família, avaliada em torno de R$ 7 milhões.

Além dela, a polícia também está atrás de Gabriel Botrel de Araújo Miranda, de 19 anos, apontado como executor do crime. Ele teve a prisão decretada pela 3ª Vara Criminal de Niterói e está foragido. 

No fim do mês passado, foi preso em Saquarema um dos homens que teriam sido contratados para realizar o triplo homicídio: Diego Moreira da Cunha, de 24 anos, que teria atuado como motorista. Segundo a polícia, o carro utilizado para transportar os criminosos após a execução da família foi apreendido junto com o suspeito.

Os outros dois envolvidos no crime, filhos de Simone, os irmãos gêmeos Matheus e Lucas Resende Khalil, de 23 anos, se apresentaram à polícia e estão presos. Lucas se entregou na 124ª DP (Saquarema), seguindo para DH, onde prestou depoimento e negou participação no crime. Já o irmão, Matheus, se apresentou na DH com o pai, e declarou em depoimento que facilitou a entrada dos autores no prédio e posteriormente deu fuga a eles, porém, negou que soubesse que os tios seriam executados. 

Com Marina Assumpção

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Maria Clara de Souza Stenzoski
Parabéns aos investigadores da DHNISG ! Esta assassina deve pagar na cadeia pelos crimes hediondos que cometeu. Uma mulher que não tem escrúpulos para satisfazer sua ambição e que, além de mandar assassinar toda uma família inclusive uma criança, envolve os seus próprios filhos só merece apodrecer na cadeia.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

paulo cesar oliveira
Só falta a justiça liberá-la para responder pelo crime em liberdade, já que não houve flagrante.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top