Assine o fluminense

Presos dez acusados de roubos na cidade

Segundo delegado, armas do tráfico eram usadas nos crimes

Sete acusados de integrar a quadrilha foram presos durante buscas em residências no Morro do Boa Vista. Três menores também foram capturados pela polícia

Foto: Marcelo Feitosa

Policiais da 76ª DP (Centro) capturaram ontem no Morro do Boa Vista, em São Lourenço, Zona Norte de Niterói, dez pessoas acusadas de integrar uma quadrilha responsável por diversos roubos a pedestres e veículos na cidade, entre elas, três menores. De acordo com o delegado titular Glaucio Paz, as investigações duraram 10 meses. Outros dois acusados de pertencer ao bando estão presos no Complexo de Bangu, mas segundo o delegado, orquestravam algumas ações do grupo de dentro da prisão. Um dos presos, Fabiano Martins dos Santos, o “Faustão”, é apontado pela polícia como chefe do tráfico do local, controlado pela facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA). Os presos foram encontrados durante buscas em três residências. Contra todos eles havia mandados de prisão. Com os acusados, segundo a polícia, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e farta quantidade de drogas. O delegado acredita que, com as prisões, o número dos roubos de rua e carros na área da delegacia diminua. 

“Os mandados da nossa investigação começaram como tráfico e fomos descobrindo que, além dessa prática criminosa, os integrantes dessa quadrilha também foram identificados como sendo autores de muitos roubos, tanto na nossa área quanto em outro locais, como, por exemplo, Fonseca, Icaraí e até São Gonçalo. Pedimos que caso alguém tenha sido vítima desses marginais, que venha na delegacia para que possamos atribuir outros inquéritos”, declarou. 

Material apreendido pela polícia foi levado para a delegacia do Centro

Foto: Marcelo Feitosa

O delegado disse ainda que a quadrilha é acusada de mais de 15 roubos na área da delegacia. Segundo ele, os integrantes do grupo saíam da comunidade para cometer os delitos. 

“O que a gente apurou até agora é que o Faustão não fazia nenhum tipo de roubo, ficava na comunidade coordenando a venda de drogas. No entanto, os crimes eram praticados com as armas da quadrilha. Só não temos informação ainda sobre o que era feito com o resultado dos roubos, ainda não sabemos se eles dividiam o lucro ou não”, afirmou. 

Os outros presos são: Priscilla Ferreira do Nascimento, 26 anos, a “Pri do Arrocha”; Alexsander Fonseca Farias, 18, o “Dentinho”; Igor Gomes da Silva, 22, o “Do Estado”, Cleison Silva da Fonseca, 20, o “Madinho”; Jean Lucas da Costa Ramos da Silva, 19, o “Gaguinho”, e Romulo Cabral Neves, de 22 anos. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top