Assine o fluminense

Protesto contra ação da PM para o Túnel Charitas-Cafubá

Com medo de serem atingidos por pedradas, motoristas ficaram sem seguir adiante por cerca de 5 minutos

Policiais militares foram chamados para a entrada do túnel e conseguiram restabelecer o trânsito no local, mas, em outro ponto, manifestantes viraram uma caçamba de lixo

Foto: Marcelo Feitosa

Motoristas que trafegavam ontem por volta de meio-dia pelo Túnel Charitas-Cafubá foram surpreendidos por pedras atiradas durante um protesto de moradores do Morro do Preventório contra uma operação da Polícia Militar. Com medo de serem atingidos pelas pedradas, motoristas não seguiram adiante e o trânsito no túnel ficou parado por cerca de cinco minutos. 

Agentes do 12º BPM (Niterói) foram chamados para a entrada do túnel e conseguiram controlar a situação, permitindo que o fluxo de veículos no local fosse retomado, mas na entrada da comunidade do Preventório, uma outra parte dos manifestantes revirou uma caçamba de lixo.

“Na hora em que as pedras começaram a ser atiradas, os motoristas ficaram com medo de serem atingidos e pararam os carros no túnel. Alguns minutos se passaram até que os policiais militares chegaram e dispersaram as pessoas que estavam atirando as pedras de cima do túnel”, contou um popular. 

O protesto violento foi contra uma blitz da PM próximo a um dos acessos à comunidade que momentos antes havia apreendido veículos de mototaxistas por estarem sem documentação. A manifestação só foi completamente dispersada após a PM enviar reforço ao local.

Apesar da polícia confirmar que o trânsito no túnel ficou parado por aproximadamente cinco minutos, a Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) e a PM declararam que não houve interdição. 

Alguns mototaxistas no local rebateram a versão da PM e alegaram que motos com documentação regular também foram apreendidas, sob a alegação de que estavam estacionadas sobre a calçada. A PM, por sua vez, nega a informação.

Memória – Em 2015, moradores do Morro do Preventório protestaram na orla de Charitas, após um homem ser baleado em operação na comunidade. Ao menos três coletivos foram queimados. Na ocasião, a principal via do bairro, a Avenida Quintino Bocaiúva, chegou a ser interditada para o tráfego de veículos. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

JBatalha
Prejudicou o movimento, vem resposta. Assim quebra a logística de entrega da firma, seu PM. Que país é esse onde fazer o certo é errado....
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top