Assine o fluminense

Rodovias estaduais mais patrulhadas

Novo modelo de policiamento nas RJs 104 e 106, aliado a blitze em coletivo e scanners são algumas das novidades do BPRv

Viaturas já intensificaram o patrulhamento durante todo o dia nos trechos mais críticos das rodovias

Foto: Evelen Gouvêa

Alvos de constantes roubos de veículos, coletivos e até arrastões, as RJs 104 e 106, que ligam Niterói a Macaé, receberam reforço no policiamento nas últimas semanas através de um sistema de comboio de viaturas e de fiscalização de coletivos. Além de mais policiais e viaturas para as rodovias estaduais de todo o Rio de Janeiro, um convênio entre o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) prevê a instalação de scanners fixos e móveis em todo o território, para apreensão de armas e drogas. 

Há cerca de duas semanas no comando do BRPv, o tenente-coronel Sérgio Porto apresentou dados do BPRv que atestam a diminuição de ocorrências na RJ-104, apesar de usuários da via sentirem diariamente a insegurança. Segundo o relatório, o roubo de carga apresentou queda de 41%, com 27 casos em janeiro do ano passado, contra 16 no mesmo período deste ano. Já o roubo no interior de coletivos, caiu de 9 em janeiro de 2018, para 2 em 2019, uma redução de 78%.

Uma das medidas que contribuiu para essa redução foi patrulhamento e comboio de viaturas exclusivo para as rodovias e a implementação do Grupamento de Policiamento Transportado em Ônibus Urbano (GPTOU), que ainda será reforçado nos próximos dias. São 24 policiais participando do comboio e mais 12 nas fiscalizações de coletivo. 

Estudos originados do Registro de Ocorrências mostram que nas rodovias, as áreas das comunidades do Caramujo, Novo México e Nova Grécia são as que mais ocorrem crimes na RJ-104. Já na RJ-106, são as comunidades da Linha e Arrastão. Os dados permitiram intensificar as ações nas áreas. 

De acordo com o comandante, será celebrado um convênio com o DER para a implantação de scanners, fixos e móveis, em todas as rodovias do Estado, incluindo as RJ-104 e RJ-106, em uma espécie de cinturão. O foco será reduzir o número de armas e drogas que podem estar chegando ao Rio através das rodovias em carros de passeio, carga e ônibus. Os aparelhos serão implantados em áreas próximas a rodovias federais. 

O planejamento para o início do projeto ainda está em andamento. A quantidade de equipamento e localização dos mesmos, assim como a forma de utilização não foram divulgados. Procurado, o DER não informou a data de início da operação especial. 

Em relação às áreas próximas a São Gonçalo e Niterói, o comandante informou que está recebendo apoio do 7º BPM (São Gonçalo) no patrulhamento. 

Procurado, o coronel Ronaldo Martins, comandante do 7º BPM, disse que a rodovia RJ-104 figura com um número considerável na mancha criminal de roubo de veículo do município, sem divulgar dados, citando o empenho da PM no reforço do patrulhamento, tanto das rodovias estaduais como em outras áreas do batalhão. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top