NITERÓI/RJ
Min:   Max:

São Gonçalo receberá mais 200 policiais

O governador Wilson Witzel informou nesta quarta-feira (03) que vai enviar 200 dos 500 policiais militares que se formarão em abril para reforçar a segurança na cidade de São Gonçalo.

O município, que é o segundo mais populoso do estado, tem sofrido diariamente com a criminalidade, o que teria sido determinante para esse aumento do efetivo. O trecho da Rodovia BR-101 (Niterói-Manilha) que corta o município se tornou um dos mais violentos do estado, com assaltos, arrastões e roubos de cargas diários, que são, em sua maioria, praticados por traficantes de comunidades situadas às margens da estrada. 

“Estão agindo de toda forma para causar tumulto na sociedade. Fazendo aqueles pequenos arrastões, mas não vão conseguir”, afirmou o governador.

Wilson Witzel disse que já pediu ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para reforçar o policiamento na BR-101. 

O governador voltou a dizer que criminosos que forem encontrados com armas de guerra sofrerão ação “contundente e letal” por parte da polícia. 
“O Estado é poderoso e vai se impor cada vez mais”, afirmou.

Procurada, a Polícia Militar disse, por meio de nota, que as primeiras turmas em 2019 ainda estão em processo final de formação no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP). De acordo com a corporação, até o momento não existem prazos exatos para a distribuição do efetivo citado pelo governador Wilson Witzel.

Rodovia do Medo – O trecho da Rodovia BR-101 em São Gonçalo tem sido local de frequentes crimes, que já rendeu o apelido de Rodovia do Medo. Na última segunda-feira (1º), um caminhão que transportava carga de frutos do mar de Del Castilho, no Rio de Janeiro, para Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, foi interceptado por criminosos na altura do Boa Vista.

Na ocasião, dois homens armados em um carro emparelharam e ordenaram que o motorista e o auxiliar desviassem a rota para o Porto do Rosa, nas proximidades. A carga seria transferida para outro veículo. Mas uma equipe da Ronda Especial de Controle de Multidões (Recom) achou suspeita a movimentação e conseguiu libertar os funcionários da transportadora, recuperando a carga.
Scroll To Top