NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Alerj aprova porte de arma para deputados

Por 44 a 11, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (10) um projeto de lei que libera o porte de arma para os deputados estaduais. A proposta original dava o porte a agentes do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), seguranças da Alerj e polícia legislativa, auditores fiscais estaduais e municipais ganharam o porte através de uma emenda do presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Márcio Pacheco (PSC), líder do governo de Wilson Witzel.

O texto causou muita polêmica e teve deputados favoráveis ao projeto original votando contra, por conta da emenda. As bancadas do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e do Partido Social Liberal (PSL) trocaram farpas durante a sessão.

Carlos Minc (PSB) disse que mais armas só trarão mais violência. “Chamo a uma reflexão ao que está acontecendo no país. Dias atrás uma família levou 80 tiros de fuzil indo a um chá de bebê. Nós temos que refletir se mais armas significa mais segurança”, argumentou.

O texto segue para sanção do governador. 

Scroll To Top