Assine o fluminense

Alerj: lei altera prática adotada pelos bancos

Funcionários não podem mais ser responsáveis por chaves dos cofres das agências e transporte de valores

Os funcionários de bancos não podem mais ser responsáveis pelas chaves dos cofres das agências e pelo transporte de valores. É o que determina a Lei 7.202/17, de autoria dos deputados Carlos Minc (sem partido) e Paulo Ramos (PSol). A medida, que tinha sido vetada pelo governador Luiz Fernando Pezão, foi promulgada pelo presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, André Ceciliano (PT), e publicada no Diário Oficial do Legislativo desta terça-feira (3).

Coautor da lei, o deputado Carlos Minc explica que o projeto é uma resposta à demanda dos trabalhadores do setor por mais segurança. 

“Essa lei foi um pedido do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, porque, muitas vezes, os gerentes e supervisores são obrigados a guardar as chaves dos cofres em suas residências, o que coloca em risco não só esses funcionários, como toda sua família. Um profissional não pode ter o ônus de uma coisa que é responsabilidade do banco. A instituição deve contratar empresas especializadas para isso”, disse o parlamentar, que pretende proteger os trabalhadores da categoria com a medida. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top