Assine o fluminense

Bolsonaro lamenta possível derrota de Macri nas eleições

Segundo presidente, caso aliado perca, Rio Grande do Sul pode vivenciar situação de Roraima com migração de venezuelanos

O resultado das eleições primárias na Argentina, indicando uma possível derrota do atual presidente Mauricio Macri, no pleito de outubro, não agradou ao presidente Jair Bolsonaro. Nesta segunda (12), durante um evento de inauguração da duplicação da BR-116, no Rio Grande do Sul, o presidente brasileiro lamentou os resultados e afirmou que, caso se concretize, a derrota de Macri poderá transformar o Rio Grande do Sul em um “novo estado de Roraima”, em referência à crise Venezuelana, que aumentou o número de imigrantes ao norte do país.

“Não esqueçam que, mais ao Sul, na Argentina, o que aconteceu nas eleições de ontem. A turma da Cristina Kirchner, que é a mesma de Dilma Rousseff, que é a mesma de Hugo Chávez, de Fidel Castro, deram sinal de vida aqui. Povo gaúcho, se essa esquerdalha voltar aqui na Argentina, nós poderemos ter no Rio Grande do Sul um novo estado de Roraima”, disse Bolsonaro aos presentes no evento de inauguração das obras da BR-116.

Bolsonaro também disse aos gaúchos presentes que, caso uma catástrofe econômica aconteça no país vizinho, o Brasil receberá uma invasão argentina.

“Vocês podem correr o risco de, ao ter uma catástrofe econômica lá, como teve na Venezuela, ter uma invasão da Argentina aqui. Não queremos isso para nossos irmãos”, declarou Bolsonaro.

Preliminares – A chapa de oposição argentina, liderada pelo candidato Alberto Fernández que tem, como vice, a ex-mandatária Cristina Kirchner, venceu com ampla vantagem as primárias presidencias, realizadas no domingo (11). A eleição, de fato, está marcada para o próximo dia 27 de outubro.

O vice-presidente brasileiro Hamilton Mourão também emitiu declarações sobre a política do país vizinho. Para ele, Macri sofreu uma derrota contundente e, caso a vitória de Fernández se concrezie, o governo brasileiro deve dialogar com ele.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top