Assine o fluminense

Crivella: processo de impeachment na reta final

Presidente da comissão e relator sinalizam que Câmara deve votar contra o processo

Marcelo Crivella (PRB), prefeito do Rio, entregou na última segunda-feira (10), à Câmara dos Vereadores, as considerações finais de sua defesa ao processo de impeachment, que tramita na Casa.  

O documento, que contém cerca de 150 páginas, foi entregue faltando apenas cinco minutos para o encerramento do prazo. O adendo será integrado aos demais documentos analisados pela Comissão de Impeachment e o parecer final começa a ser produzido nesta terça-feira (11), pelo vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos), relator do processo e deve ser votado no próximo dia 27, no Plenário da Câmara. 

O prefeito Marcelo Crivella é investigado pela suposta antecipação na renovação de contratos e exploração de mobiliário urbano para publicidade no município do Rio de Janeiro.   
Nos bastidores da Câmara de Vereadores é dado como certo que o prefeito Crivella seguirá no cargo com a votação contrária da maioria dos vereadores ao relatório final do processo de impeachment.  

Segundo o vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos) e o presidente da comissão processante, Willian Coelho (MDB), até o momento não existem elementos que comprovem participação direta do prefeito na suposta irregularidade envolvendo a exploração de mobiliário urbano da cidade.

 
Continuidade 

O relator do processo de impeachment tem dez dias para produzir um relatório final, que apontará se a comissão foi favorável ou contra o impeachment do prefeito. Como a data limite para apresentar o documento seria no dia 20 de junho, um feriado, o prazo final será o dia 24, uma segunda-feira. 

Após a apresentação do relatório, os 51 vereadores do município decidem em votação no Plenário da Câmara o resultado final. A Casa vai avaliar se aceita ou não as indicações do relatório final, o que decidirá se o prefeito dará continuidade ao seu governo ou não.  

Início do processo 

No dia 2 de abril, a Câmara de Vereadores do município do Rio de Janeiro aceitou o pedido de impeachment do prefeito Marcelo Crivella. Foram 35 votos a favor e 14 contra. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top