Assine o fluminense

Falsários cobravam indenizações na Justiça

Todos os 17 integrantes da organização responderão pelos crimes de associação criminosa, estelionato e falsificação de documentos

O Ministério Público Estadual através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-RJ), com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), realizou, nesta terça-feira (30), a Operação Causa Perdida, para cumprir cinco mandados de prisão e oito de busca e apreensão contra uma quadrilha que se utiliza de documentos falsos para ingressar nos Juizados Especiais Cíveis com ações indenizatórias.

Todos os 17 integrantes da organização responderão pelos crimes de associação criminosa, estelionato e falsificação de documentos.

As investigações apontaram que os advogados Maurício e Murilo Maia de Oliveira, considerados líderes da quadrilha, utilizavam-se de comprovantes de residência falsos, pedidos de compras de mercadorias adulterados e outros documentos falsificados para instruir ações indenizatórias contra diversas empresas. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top