Assine o fluminense

Foto: Divulgação/Carlos Magno

Posse O governador Wilson Witzel participou, nesta terça-feira, da cerimônia de transmissão do cargo de presidente do BNDES, de Dyogo Oliveira para o economista Joaquim Levy, no Teatro BNDES, no Centro.

Herança maldita  

Em discurso na cerimônia de posse do novo presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, o governador do Rio, Wilson Witzel, chamou a atenção para as dificuldades financeiras enfrentadas pelo Estado, referindo-se ao déficit de R$ 8 bilhões como “uma herança maldita”, que pode ser ainda mais grave, se somado aos R$ 11 bilhões de restos a pagar que também precisam ser quitados. Witzel defendeu mudanças na lei que rege o Regime de Recuperação Fiscal assinado entre o Estado e a União e afirmou que não é o momento de privatizar a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). 

Parceria para recuperação do Estado 

“É preciso repactuar essas dívidas e encontrar uma fórmula mais adequada que seja possível de ser paga e não seja uma bomba-relógio no colo dos próximos governantes”, disse o governador. “Para que a gente possa pagar o passivo e continuar governando sem sacrificar essa geração nem as gerações futuras”, acrescentou Witzel. O governador disse ainda que “o BNDES tem sido parceiro do governo em diversos projetos. O banco será um grande parceiro na evolução econômica do nosso Estado como também é a Petrobras”.

Investimentos em óleo e gás 

Em 2018, foram investidos mais de R$ 57 bilhões em óleo e gás no Brasil, e no período de 2019 a 2021, em média, serão mais R$ 72 bilhões por ano, de acordo com o BNDES. Só no Estado do Rio, foram produzidos aproximadamente 70% do óleo do país e 50% do gás natural. Entre janeiro e agosto, no Rio, foram R$ 13 bilhões em participações governamentais e utilizados mais de 70% da capacidade de refino. Os dados foram detalhados por Karine Fragoso, gerente de Petróleo, Gás e Naval da Firjan, no evento “Agenda do Futuro”, organizado pelo Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Rio, órgão vinculado à Alerj. Karine apresentou os dados do documento “Potencial dos Mercados de Petróleo, Gás Natural e Naval para o Rio de Janeiro”, editado pela gerência em dezembro de 2018.

Novos sistemas de produção offshore  

Os investimentos no mercado de petróleo e gás (P&G) foram alguns dos destaques, visto que o Rio se manterá como principal polo atrativo nos próximos anos. Estão previstas instalações de 16 sistemas de produção offshore e o início de mais de 14 projetos de produção offshore até 2023.

Curtas

No próximo dia 26 vai acontecer o IX Miss Transex Niterói, que vai escolher a mulher trans mais bonita da cidade. O evento é promovido por Lara Dieckman, do Grupo Orgulho e Luta Trans (OLT).    A Associação Brasileira de Franchising Seccional Rio de Janeiro promove dia 29 o workshop “Planejando o futuro, agindo no presente”, ministrado pelo diretor adjunto de Projetos Especiais da ABF Rio, Rogério Gama. O evento terá formato interativo e será

realizado das 9h às 18h na sede Centro da Associação.
Localizado na região turística do Vale do Café, o município de Vassouras divulgou programação de eventos para 2019. Festival de música, Folia de Reis e Exposição Mangalarga Marchador fazem parte do calendário turístico cultural para este ano, que conta também com o Viva Cultura e o tradicional Festival Vale do Café, numa média de quatro eventos por mês, que movimentam a cadeia produtiva do turismo.



Prioridades para o Estado do Rio 

A Firjan listou pautas prioritárias para alavancar o desenvolvimento do mercado: internalização do Repetro com correção de critério de atratividade, fortalecendo a cadeia produtiva; criação de condições favoráveis ao aumento do fator de recuperação dos campos maduros com incremento de produção; fortalecimento do mercado de gás natural, na esfera federal; a construção de plano diretor para o Rio, que amplie a oferta de infraestrutura terrestre e marítima para apoio às operações.

 

Investimento

A Pentágono Engenharia inicia a obra da nova unidade do Espetto Carioca, em Piratininga, Região Oceânica de Niterói. O espaço inaugura ainda no primeiro trimestre deste ano. É o empresariado apostando no crescimento da economia e na retomada dos investimentos. 

Comércio em alta

O comércio lojista do Rio estima um aquecimento nas vendas durante o verão e o carnaval superior a 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Como estratégia, estão estimulando os consumidores com liquidações, promoções, descontos e formas de pagamento diferenciados. A estimativa é do Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDL-Rio.

Pacote verão

Segundo Aldo Gonçalves, presidente do CDL-Rio e do Sindilojas-Rio, o verão e o carnaval têm significado especial para o comércio carioca. É uma estação que coincide com a alta temporada turística, reunindo ao mesmo tempo férias escolares e o carnaval. Um pacote perfeito dentro de uma embalagem bem tropical: o calor.

Saúde em Maricá

Hoje e amanhã, das 9h às 17h, a Prefeitura de Maricá recebe 97 candidatos aprovados no concurso para a UPA 24h. Na próxima semana, saem as convocações para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal e a Unidade de Emergência Santa Rita 24h. Caso o candidato não atenda à convocação no prazo de 48h, perderá o direito à vaga.

Mais notícias de
Informe

Scroll To Top