Assine o fluminense

Hotéis do RJ lotados para este Carnaval 

A taxa de ocupação hoteleira no interior do Estado do Rio de Janeiro, para o carnaval deste ano, está 6% superior à de 2018. Segundo pesquisa da ABIH-RJ, a média, a dois dias da festa do Rei Momo, está em 88,56%, contrapondo os 82,41% do ano passado. As cidades mais procuradas estão tanto na serra quanto no litoral. Rio das Ostras, Teresópolis e Itatiaia estão com, praticamente, a totalidade dos quartos dos hotéis esgotados. A região da Serra Verde Imperial também registra bons números de ocupação. Os hotéis de Teresópolis estão praticamente lotados e, Nova Friburgo, registra 90% de procura. Petrópolis está com 83,56%

Lei Seca em motorista de alegorias 

A Operação Lei Seca estará a partir das 21 horas desta sexta-feira na Sapucaí para fazer o teste do bafômetro em todos os motoristas dos carros alegóricos, antes de entrarem na passarela do samba. A ação tem objetivo de prevenir acidentes e acontecerá em todos os dias de desfile no Sambódromo. A tenda da Operação ficará instalada na área de concentração, ao lado do Setor 1, na Avenida Presidente Vargas.

 

Alerj convoca suplentes após 60 dias

A Alerj aprovou ontem, em primeira discussão, projeto de resolução que altera o Regimento Interno, regulamentando a convocação de suplentes 60 dias após o afastamento judicial de deputados estaduais, com suspensão da remuneração dos parlamentares afastados e a dissolução de seus gabinetes. Já os deputados condenados criminalmente com sentença transitada em julgado perdem o mandato, como já prevê o Regimento. O projeto ainda precisa ser votado em segunda discussão pela Casa. O projeto recebeu 36 emendas, das quais três foram incorporadas ao texto original. 

Curtas

O Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) aprovou parecer do relator Nilton Aizenman contrário a projeto de lei complementar que propõe que as micro e pequenas empresas optantes pelo Simples Nacional paguem somente 50% do valor dos tributos devidos. O relator argumenta que a iniciativa parlamentar “comete a injustiça que a Constituição tratou de evitar, ao proclamar o princípio segundo o qual todos são iguais perante a lei, sem distinção”.

O cenário de recuperação de crédito entre os consumidores começa a dar sinais de melhora. Dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito ao Crédito (SPC Brasil) mostra que cresceu 11,5% o volume de brasileiros inadimplentes que regularizaram suas pendências e, que por isso, sairam do cadastro de devedores. Os dados são de janeiro de 2019 e dizem respeito ao acumulado em 12 meses.



Comissões definem presidentes

Mais 11 comissões permanentes e uma frente parlamentar da Alerj elegeram, ontem, seus presidentes e vice-presidentes. Mais novo parlamentar da Casa, o deputado Renan Ferreirinha (PSB) foi eleito presidente da Comissão de Economia. O vice-presidente será o deputado Waldeck Carneiro (PT). A Comissão de Política Urbana Habitação e Assuntos Fundiários será presidida pela deputada Zeidan (PT). Já o deputado Flávio Serafini (Psol) irá presidir a Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Aquaviário.

 

Plantão do Judiciário 

O Juizado Especial dos Grandes Eventos, que atende ao público na Marquês de Sapucaí, vai realizar audiências de custódia no Sambódromo durante o carnaval. O atendimento começa hoje, uma hora antes do desfile do Grupo de Acesso. Ao todo, dez magistrados e oito servidores trabalharão no carnaval.

Ocorrência no carnaval 

De acordo com juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça do Rio, Marcelo Rubiolli, a competência territorial de atuação do Juizado é de cinco quilômetros. O posto vai funcionar no setor 11, Crimes como lesão corporal, documento falso e tumulto estão entre as principais ocorrências durante os desfiles. 

Apoio a vítimas de tragédias 

O vereador Bruno Lessa (PSDB) apresentou projeto de lei que faz com que a Prefeitura de Niterói  preste atendimento social e aconselhamento psicológico às famílias e vítimas de acidentes naturais, calamidades e catástrofes de grandes proporções. 

Bumba ainda é referência 

Em sua justificativa ao apresentar o projeto de lei, Bruno Lessa relembrou a tragédia do Morro do Bumba, onde, segundo ele, muitos sobreviventes não tiveram assistência psicossocial adequada para enfrentar o drama que passavam.

Mais notícias de
Informe

Scroll To Top