Assine o fluminense

Ato contra aumento dos vereadores 

Após O FLUMINENSE noticiar, na última semana, a aprovação de 50% de aumento no salário dos vereadores feita pela própria Câmara Municipal de Niterói, um protesto realizado pelo movimento Acredito está marcado para acontecer na porta da Casa Legislativa, na próxima terça-feira. Organizada pelas redes sociais, a manifestação já conta com mais de mil pessoas interessadas e está marcada para acontecer às 17h, horário regimental da sessão ordinária parlamentar. Na descrição do evento, consta uma convocação: “19 mil reais para vereadores é um absurdo! A população não pode assistir calada a essa injustiça. Precisamos nos manifestar”, reivindica.

Vereadores tentam revogar reajuste  

Uma semana depois da aprovação em duas discussões na mesma sessão, que contou inclusive com dispensa de insterstício, alguns vereadores já estão revendo seu posicionamento. Casota (PSDB), que votou a favor do aumento, utilizou suas redes sociais para afirmar que mudou de opinião e pedirá que a matéria retorne à Casa Legislativa. Bruno Lessa (PSDB), que estava ausente na votação, também disse, por meio de nota, que irá propor a revogação do reajuste e, caso não tenha sucesso, abrirá mão do valor extra.

Reparação em Mensagem 

Também nesta semana, na Câmara Municipal de Niterói, há a expectativa de que uma nova Mensagem Executiva do prefeito interino Paulo Bagueira (SD) chegue à Casa Legislativa para reparar erros em uma outra matéria, enviada pelo Executivo no início deste ano. A mensagem de número 03/2019 institui o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos agentes das autoridades de trânsito do município, mas, segundo denúncias dos representantes da classe, foi enviada de forma diferente daquilo que foi acordado nas negociações feitas durante todo o último ano. A partir disto, os vereadores se reuniram com Fabiano Gonçalves, secretário de Administração, e ficou combinado que a reparação seria feita na semana passada - mas a nova mensagem não chegou.

Alerj: regimento pode ser alterado 

O projeto de resolução, que pretende alterar as normas para a convocação de suplentes dos seis deputados estaduais eleitos, que estão presos, e ainda não tomaram posse na Alerj foi aprovado, em primeira discussão, no Legislativo estadual na última semana. Ainda há um longo caminho para a efetivação: serão, no mínimo, mais cinco sessões para que a Casa aprecie emendas e aprove a matéria definitivamente. Caso seja aprovado, Paulo Bagueira (SD), prefeito interino de Niterói após a prisão de Rodrigo Neves (PDT), deverá escolher entre a Alerj e a prefeitura. Isto porque ele é um dos suplentes que será convocado para uma cadeira na Assembleia.

Curtas

O atual contexto político brasileiro para a mulher é o tema do seminário que a Comissão da Mulher do Instituto dos Advogados Brasileiros realizará terça-feira, das 17h às 20h, no plenário do IAB, no Centro do Rio. O evento será aberto pela presidente nacional do IAB, Rita Cortez, e terá oito palestrantes, entre as quais a presidente da Comissão da Mulher, Deborah Prates, ativista 

da causa das mulheres com deficiência. 
A Comissão de Ciência e Tecnologia da Alerj fará terça-feira, às 9h, a primeira audiência pública da legislatura, sob o comando do novo presidente, deputado Waldeck Carneiro. O convidado é o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia Leonardo Rodrigues, que fará apresentação sobre o Plano de Gestão de sua pasta.  



Obras em  Rio Bonito

A secretaria municipal de Obras e Serviços Públicos de Rio Bonito dará início, nesta segunda, às obras de revitalização da Avenida Castelo Branco, mais conhecida como rua dos bancos, no Centro. O objetivo é melhorar as condições de segurança e conforto para os cidadãos. 

Rainha do Congo no Rio 

A rainha da República Democrática do Congo, Diambi Kabatsuila, será homenageada, na segunda, na Casa França-Brasil, no Centro do Rio. Este é o primeiro encontro de uma soberana da etnia bantu com seus descendentes brasileiros. Kabatsuila está em turnê pelo Brasil. 

Roda de conversa na Alerj 

Comemorando o Mês da Mulher, o Fórum Permanente de Diálogo com as Mulheres Negras Vereadora Marielle Franco, que integra a Alerj, realizará nesta terça-feira, às 17h, a roda de conversa “Mulheres Negras na Literatura”, com Vilma Piedade, pós-graduada em Ciências da Literatura pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ). Na ocasião, haverá também uma homenagem especial à memória da ativista do movimento de mulheres negras Sílvia Regina de Almeida, recentemente falecida. O evento é aberto ao público e gratuito.  

 

Mais notícias de
Informe

Scroll To Top