Assine o fluminense

Divulgação/Palácio Guanabara

Negócios em Miami O secretário de Governo e Relações Institucionais, Gutemberg Fonseca, em agenda diplomática nos Estados Unidos, teve encontro com o vice-prefeito de Miami, Jack Osterholt, ao lado do embaixador João Mendes Pereira, cônsul-geral do Brasil em Miami, quando apresentou o perfil do novo governo do Rio e divulgou os resultados do primeiro mês de gestão. Durante a viagem, o secretário se reunirá com autoridades e empresários americanos para trazer novas parcerias nas áreas de segurança, turismo, economia, transporte e meio ambiente.

Luz de Niterói será discutida em Brasília

Após se reunirem, em Brasília, com representantes da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para discutir valores que consideram altos nas contas de luz que vêm sendo cobrados em Niterói pela Enel, o vereador niteroiense Leandro Portugal (PV) e o deputado federal Áureo (Sdd) pretendem fazer uma audiência pública na capital federal para desvendar o que classificaram como “caixa-preta da luz”. No encontro desta semana, segundo Portugal, a agência reguladora não justificou a alta dos preços, o que faz com que, além da audiência pública em Niterói, já requerida, outra seja solicitada em Brasília, com a presença, inclusive, do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Para nunca mais acontecer

Após a tragédia no Ninho do Urubu, o senador Romário Faria (Pode) apresentou projeto de lei que muda regras na emissão de certificado de clube formador de atletas por parte da CBF. Se virar lei, os clubes deverão apresentar licença da prefeitura ou dos bombeiros para obter o certificado, que é obrigatório para atuar nas divisões de base do futebol brasileiro. “A CBF é a principal entidade gestora do futebol, responsável por expedir o Certificado de Clube Formador. Compete a ela zelar pela qualidade das instalações que recebem jogadores”, argumenta Romário.

 

Justificativa descabida

Ainda segundo Portugal, não procede a justificativa dada pela concessionária Enel de que o aumento se deve à faixa de ICMS. “Precisamos saber o porquê destas contas estarem vindo desta maneira tão absurda. Eles alegam que é por causa do ICMS progressivo, ou seja, ao consumir mais, você passa de uma alíquota de 18% para 32%. Isto, por si só, não dá margem para que estas contas estejam triplicando. Temos que esmiuçar esta situação”, afirmou o vereador de Niterói.

Curtas

O Tribunal de Contas emitiu parecer prévio contrário à aprovação das contas de Sapucaia. Foram apontadas duas irregularidades na gestão do prefeito Fabrício Baião: falta de comprovação de “superávit financeiro apurado nos recursos do Fundeb da Prefeitura (R$ 514.524,56) e  a abertura de crédito adicional na mesma soma sem amparo consistente e pagamento de dívida usando 

royalties da produção, o que é proibido por lei federal. O parecer será enviado para a Câmara local, que é responsável pela votação final do processo. 

A Cedae vai construir uma nova estação de tratamento de água (ETA) para atender a Região Metropolitana do Rio: o Novo Guandu, em Nova Iguaçu, que vai produzir mais 12 mil litros de água por segundo.



Talíria condena lei antiterrorismo

Na última terça-feira, a deputada federal niteroiense Talíria Petrone (Psol) votou contra o projeto de lei  10.431/2018, chamado de Lei Antiterrorismo, aprovada pela Câmara. Para ela, “o projeto abre brecha para a criminalização dos movimentos sociais, daqueles que lutam por reforma agrária”.

Jordy quer pegar ‘peixe grande’

O deputado federal Carlos Jordy (PSL) se manifestou a favor de pedido para abertura da CPI do Coaf. Jordy acredita, no entanto, que as investigações devam existir, mas começando “do maior para o menor”. Segundo ele, apesar de só investigarem o Queiroz , o maior “é claro, é petista”.

Mais notícias de
Informe

Scroll To Top