Assine o fluminense

Foto: Sergio Gomes/Divulgação

Homenagem O presidente do Instituto Vital Brazil (IVB), Edimilson Migowski, recebeu na última quinta-feira o título de Cidadão Niteroiense, por indicação do vereador Leandro Portugal, em solenidade na Câmara Municipal

Combustíveis

Das quase 23 mil bombas de combustíveis inspecionadas pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (Ipem-RJ), 394 foram reprovadas com algum tipo de adulteração metrológica, apenas no ano passado. O número mostra que quase 2% dos postos em território fluminense enganam os consumidores, seja por dolo ou má-fé, sobre a quantidade de combustível efetivamente injetada no tanque. Para coibir esse tipo de fraude, o deputado Marcus Vinícius Neskau (PTB) apresentou projeto de lei para cassar a inscrição dos postos reprovados no cadastro de contribuintes e dos sócios do estabelecimento, com o impedimento de exercer o mesmo ramo de atividade por cinco anos contados da data de cassação. Hoje, o estabelecimento é apenas multado e a bomba interditada enquanto não há regularização. 

Nova Friburgo, a Suíça Brasileira

O título já consagrado por moradores agora é oficial. O governador Pezão sancionou lei declarando Nova Friburgo a Suíça Brasileira. A cidade, única criada por decreto real de Dom João VI, que autorizou a vinda dos suíços para o Brasil, foi colonizada por 261 famílias desse país, por volta de 1818. O nome é uma homenagem à cidade de Fribourg, de onde partiu a maioria dos colonizadores.

 

Mais perguntas em plebiscito

O vereador Leonardo Giordano (PCdoB) quer incluir, na consulta pública sobre o armamento da Guarda Municipal de Niterói, dez perguntas pertinentes à cidade. Para isso, protocolou Indicação Legislativa. “Podemos consultar em plebiscito outros assuntos pertinentes à segurança da cidade, como gratuidade no transporte público, regularização do comércio ambulante noturno ou substituição das grades das praças por guardas municipais fixos”, exemplificou. 

Curtas

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro (TRE-RJ) deu posse aos novos juízes titulares de 15 zonas eleitorais da Capital. Escolhidos por unanimidade pela Corte, eles vão exercer mandatos de dois anos. O juiz Eduardo Marques Hablitschek leu o termo de compromisso, representando os demais empossados. A presidente do TRE-RJ, desembargadora Jacqueline Montenegro, parabenizou os magistrados pela posse. 

O deputado estadual Comte Bittencourt , presidente da Comissão de Educação da Alerj, representa ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro para responsabilizar os gestores envolvidos na construção e posterior abandono dos prédios da Faetec localizados em Campo Grande e Belford Roxo. No ano de 2014, quando já eram perceptíveis os sintomas da crise fiscal, o estado aplicou mais de R$ 3 milhões na construção de prédios que jamais abrigaram qualquer atividade educacional. 


Foto: Divulgação

Leitura Tatiani Lisboa, chefe de gabinete; Diney Marins, presidente da Câmara de Vereadores de São Gonçalo, e Tathiana Escócio, coordenadora do Projeto Mais Leitura

OAB no trânsito

A OAB Niterói estará presente no ciclo de palestras promovido pela Nittrans para comemorar a Semana Nacional de Trânsito. A primeira palestra será sobre “Gestão de conhecimento e mobilidade urbana”, dia 20, às 9h, no Auditório Prefeito João Sampaio,  na Rodoviária de Niterói, tendo como expositora Paola Andrade Porto, presidente da Comissão de Acompanhamento e Estudos da Legislação de Trânsito da OAB Niterói.

 

Na Firjan (I)

No Seminário Internacional de Infraestrutura: Engenharia na Retomada dos Investimentos, esta semana, na Firjan, quem levantou o público com sua verve foi o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, na medida que disse coisas que muita gente quer dizer. 

Na Firjan (II)

“Temos que recuperar nossa brasilidade, nossa autoestima. E a primeira atitude é desligar a tv. Temos que reassumir a condição de nosso destino, saindo desta hipnose coletiva. Esta é a minha visão psicanalítica. O Brasil tem jeito, é só fazermos o contrário do que estamos fazendo. Afinal quando uma coisa está muito de ponta a cabeça, tem que se fazer o inverso”. Rabello foi aplaudido de pé.

Na Firjan (III)

Para finalizar disse: “O BNDES é o único banco de desenvolvimento do mundo que não goza de imunidade tributária, a reforma é essencial. Nosso banco não é público, é DO público”, finalizou o presidente.

 

Com Giovanni Mourão

Mais notícias de
Informe

Scroll To Top